Agências internacionais
Agências internacionais

Adversários tentam evitar sexto título de Federer no US Open

Suíço quer manter hegemonia no Grand Slam dos Estados Unidos e foca terminar 2009 como número 1 do mundo

André Avelar - estadao.com.br,

28 de agosto de 2009 | 09h35

Desde 2004, a cena é a mesma: Roger Federer levanta o troféu do US Open. A hegemonia do suíço na quadra rápida de Flushing Meadows, em Nova York, é mesmo incontestável, mas, para o último Grand Slam da temporada, os adversários prometem fazer de tudo para evitar a sexta conquista consecutiva deste ícone do tênis mundial.

Veja também:

linkFederer estreia contra novato norte-americano

especialQUIZ - Responda às perguntas sobre o US Open

especialINFOGRÁFICO - Saiba tudo sobre o torneio

Para John McEnroe, uma lenda do esporte no país, dono de quatro US Open, nem Roger Federer nem seu principal algoz dos últimos anos, o espanhol Rafael Nadal, levarão o troféu. O norte-americano aposta no compatriota Andy Roddick e no britânico Andy Murray para ficar com o título.

Os dois tenistas vêm mesmo em grande fase. Recentemente, Murray tomou a segunda posição do ranking de Nadal, que estava afastado das quadras, se recuperando de tendinite nos joelhos e não está no melhor de sua forma. Soma-se a isso, o desejo de revanche do britânico, que perdeu o último título da competição justamente para Federer.

 OS MAIORES EM GRAND SLAM
 15 títulos - Roger Federer (SUI)

 14 - Pete Sampras (EUA)

 12 - Roy Emerson (AUS)

 11 - Bjorn Borg (SUE) e Rod Laver (AUS)

E Federer coleciona o desejo de revanche também em Roddick. Além de também ter vencido o norte-americano em uma final de US Open (2006), o suíço saiu vitorioso do último confronto entre os doi s, em Wimbledon, em épicos 3 sets a 2, com parciais de 5/7, 7/6, 7/6 e 3/6 e incríveis 16/14, no último set.

"Roddick atingiu o nível mais alto de sua carreira em Wimbledon e a superfície favorita de Murray é a quadra dura. O nível físico de Murray parece estar maior do que jamais esteve", disse McEnroe.

Aos 27 anos, novamente número 1 do ranking da ATP, Federer vive uma das melhores fases de sua vida. Nem tanto pelos títulos e recordes - em Wimbledon superou a marca de 14 conquistas de Grand Slam do norte-americano Pete Sampras -, mas também, pelo nascimento dos gêmeos.

 OS ÚLTIMOS CAMPEÕES
2008 - Roger Federer (SUI)

2007 - Roger Federer (SUI)

2006 - Roger Federer (SUI)

2005 - Roger Federer (SUI)

2004 - Roger Federer (SUI)

2003 - Andy Roddick (EUA)

2002 - Pete Sampras (EUA)

2001 - Lleyton Hewitt (AUS)

2000 - Marat Safin (RUS)

E a tranquilidade em casa motiva ainda mais o suíço. Em todas as suas entrevistas, faz questão de dizer que está focado na disputa nos Estados Unidos para garantir mais um troféu para os filhos. Além de todo o prestígio do título, o campeão do torneio leva para casa US$ 1,5 milhão e dois mil pontos no ranking.

"O US Open é o meu lugar. É o lugar onde meu foco está. Adoraria terminar o ano como número 1 do mundo e já até penso no que vou fazer nas férias. Vou sentar e ver aonde eu quero ir ano que vem e quais serão meus objetivos", disse Federer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.