Agassi pensa em não voltar a Roland Garros

Com 34 anos, sem ter feito uma boa preparação para uma das mais exigentes competições do tênis, Andre Agassi perdeu logo na primeira rodada de Roland Garros. Caiu diante do desconhecido francês Jerome Hachnel, apenas o número 271 do mundo, por 6/4, 7/6 (7/6) e 6/3. E o pior é que esta pode ter sido a sua última partida no torneio, pois ele não garantiu voltar no ano que vem, acenando com uma aposentadoria ao final da temporada."É difícil garantir que irei voltar no próximo ano", avisou Agassi. "As chances diminuem a cada ano, com certeza, ainda mais com uma derrota como esta."Agassi deixou, no entanto, esperanças para a torcida, ao revelar-se motivado a disputar os torneios de Wimbledon e o US Open, em quadras rápidas, onde a exigência física não se compara a um Grand Slam no saibro. "Não me senti nem um pouco a vontade em quadra. Nem achei os golpes certos", disse o tenista norte-americano, que semana passada perdeu na estréia do torneio de St. Poelten, na Áustria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.