Alemanha e Israel vencem confrontos na Copa Davis

Alemanha e Israel garantiram suas vagas no Grupo Mundial da Copa Davis neste domingo, com vitórias apertadas, pelo placar geral de 3 a 2, contra Austrália e Japão, respectivamente. Os alemães permaneceram na elite do tênis, enquanto os israelenses retornam à "primeira divisão".

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2012 | 11h50

A Alemanha se mantém no Grupo Mundial após derrota para Argentina na primeira rodada. O revés forçou a disputa da repescagem, superada neste domingo, com os triunfos de Florian Mayer e Cedrik-Marcel Stebe. O primeiro bateu Bernard Tomic por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/2 e 6/3. Stebe, por sua vez, se impôs diante do ex-número 1 Lleyton Hewitt por 6/4, 6/1 e 6/4.

Com os resultados, a Alemanha virou o placar e assegurou o triunfo por 3 a 2 na série melhor-de-cinco partidas, disputadas no saibro de Hamburgo. Os alemães agora esperam pelo sorteio de quarta-feira, que vai definir os confrontos da primeira rodada do Grupo Mundial de 2013.

Enquanto a Alemanha lutava para permanecer na elite do tênis, Israel se esforçava para voltar ao grupo seleto. Em mais um duelo equilibrado, os israelenses fecharam em 3 a 2, após a vitória de Amir Weintraub sobre Go Soeda por 6/3, 7/6 (7/5), 4/6 e 6/3. Antes, os japoneses haviam empatado o confronto com o triunfo de Kei Nishikori sobre Dudi Sela por 6/3, 3/6, 4/6, 6/4 e 7/5.

Em Bruxelas, a Bélgica fechou o confronto com a Suécia sem sofrer nenhuma derrota. Neste domingo, os belgas venceram as duas partidas de simples e fizeram 5 a 0 no placar geral. Em jogos disputados em melhor de 3 sets, por conta da definição antecipada do duelo, David Goffin superou Markus Eriksson por 6/3 e 6/4, antes de Steve Darcis bater Andreas Vinciguerra por 6/4 e 6/2.

A Itália, que havia garantido a vitória no quarto jogo, também venceu o quinto e fechou o confronto com o Chile por 4 a 1. Simon Bolelli superou Christian Garin por 6/4 e 6/3 no confronto realizado em Nápoles.

Em Amsterdã, a Holanda venceu a quinta e última partida contra a Suíça, cujo triunfo fora assegurado na quarta partida. Thiemo de Bakker derrotou Marco Chiudinelli por 6/2 e 7/6 (7/4). Antes, Roger Federer havia superado Robin Haase por 3 sets a 0, garantindo a permanência dos suíços no Grupo Mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisAlemanhaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.