Andy Wong/AP
Andy Wong/AP

Alexander Zverev e Daniil Medvedev avançam à final do Masters 1000 de Xangai

Alemão superou Berrettini por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, enquanto russo despachou Tsitsipas pelo mesmo placar, com parciais de 7/6 (7/5) e 7/5

Redação, Estadão Conteúdo

12 de outubro de 2019 | 10h50

O alemão Alexander Zverev e o russo Daniil Medvedev farão a grande final do Masters 1000 de Xangai neste domingo. Ambos garantiram suas vagas ao superar, respectivamente, o italiano Matteo Berrettini e o grego Stefanos Tsitsipas na manhã deste sábado.

Sexto no ranking da ATP, o alemão chega à sexta decisão seguida no torneio com um retrospecto altamente favorável contra o russo, uma vez que não conheceu derrotas em quatro encontros até o momento com Medvedev, atual número quatro do mundo.

Na primeira semifinal do evento chinês, Daniil Medvedev, que ainda não perdeu um set sequer em Xangai nesta semana, garantiu sua nona decisão do ano ao superar Tsitsipas (7º da ATP), algoz do sérvio Novak Djokovic nas quartas de final, por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7/5) e 7/5, em 1h36min de confronto.

Já Zverev teve ainda menos dificuldade para superar Berrettini (13º) por 2 sets a 0 (6/3 e 6/4) com amplo domínio durante todo o jogo. O alemão, que já havia superado o suíço Roger Federer nas quartas, sequer precisou de muitos erros não forçados, quebrando o serviço do oponente uma vez em cada parcial e liquidando a disputa em pouco mais de uma hora de partida.

Foi a primeira vez que um torneio de nível 1000 da ATP Masters contou com quatro semifinalistas de menos de 23 e menos desde que o espanhol Carlos Moya (22), o argentino Mariano Zabaleta (21), o equatoriano Nicolas Lapentti (22) e o chileno Marcelo Rios (23) alcançaram esta fase em Hamburgo, em 1999.

O Masters 1000 de Xangai, cuja finalíssima da chave de simples está marcada para as 5h30 (Brasília) deste domingo, é o penúltimo do gênero no calendário da ATP em 2019 e distribui mais de 7 milhões de dólares em prêmios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.