EFE/Antonio Lacerda
EFE/Antonio Lacerda

Zverev recebe nova multa e pode ser suspenso por dois meses após 'ataque de fúria' contra árbitro

Número 3 será punido com oito semanas fora do circuito caso pratique novo ato antidesportivo

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2022 | 12h22

Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) puniu o tenista alemão Alexander Zverev com uma suspensão condicional e uma nova multa devido à eliminação atleta no Torneio de Acapulco, no fim de fevereiro. O número três do mundo foi expulso da competição ao desferir golpes com sua raquete na cadeira do árbitro principal.

Zverev recebeu uma suspensão de oito semanas no circuito além de uma multa de US$ 25 mil (cerca de R$ 126 mil). Mas as punições não têm efeito imediato. O alemão estará sujeito ao afastamento e ao pagamento da multa se cometer novamente um ato antidesportivo num prazo de um ano, até 23 de fevereiro de 2023.

Em Acapulco, Zverev fez dupla com o brasileiro Marcelo Melo e se revoltou com as decisões do árbitro na derrota contra Lloyd Glasspool e Harri Heliovaara, que venceram no match tie-break, por 10/6. Irritado, o alemão se dirigiu à cadeira da arbitragem e desferiu fortes raquetadas próximas a seu pé. Os torcedores presentes vaiaram o comportamento de Zverev.

O alemão já havia sofrido punições no Torneio de Acapulco. Ele pagou US$ 40 mil (R$ 202 mil) em multas por "abuso verbal" e "conduta antidesportiva" na competição realizada no México. Além disso, Zverev perdeu os pontos no ranking da ATP e as premiações das vitórias conquistadas até sua desclassificação, no total de US$ 31.570 (R$ 160 mil).

Esta não é a primeira polêmica envolvendo violência na vida de Zverev. O alemão é investigado pela ATP por denúncia de violência doméstica de uma ex-namorada, Olga Sharypova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.