Amigo de Guga, Nicolas Lapentti encerra carreira profissional no tênis

'Vou me dedicar a trabalhar em vários projetos que envolvem o futuro do tênis em meu país'

AE, Agência Estado

17 de janeiro de 2011 | 18h19

Rival e amigo do brasileiro Gustavo Kuerten, o equatoriano Nicolas Lapentti anunciou nesta segunda-feira o fim de sua carreira como tenista profissional. Aos 34 anos, ele estava sem disputar um torneio da ATP desde maio, quando foi eliminado na estreia em Roland Garros, por causa de uma lesão crônica no joelho esquerdo. Assim, resolveu se aposentar.

Ao longo da carreira, Lapentti conquistou cinco títulos em torneios da ATP, todos de menor expressão. Ele também chegou a ocupar o sexto lugar no ranking mundial em 1999, mesmo ano em que foi semifinalista do Aberto da Austrália, seu melhor resultado em Grand Slam. E ainda teve papel decisivo para a equipe equatoriana na Copa Davis.

"A partir de agora, vou me dedicar a trabalhar em vários projetos que envolvem o futuro do tênis em meu país", disse Lapentti, cujo o irmão mais novo Giovanni também é tenista profissional. "Foi muito difícil tomar a decisão de me aposentar, por isso não me apressei. Queria estar 100% certo disso", completou o agora ex-tenista equatoriano.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisNicolas Lapentti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.