Andy Murray aposta que título de Grand Slam está próximo

A derrota do tenista Andy Murray na semifinal do Aberto de Roma para Novak Djokovic foi por tão pouco que convenceu o escocês que, neste ano, ele vai conseguir conquistar o seu primeiro título de Grand Slam e que o Aberto da França e Wimbledon são alvos reais.

REUTERS

15 de maio de 2011 | 12h21

Murray ficou a dois pontos de acabar com a série invicta de Djokovic na partida do sábado. O tenista número quatro do mundo sacava para vencer a partida, mas viu o sérvio se recuperar e garantir a vitória no tie-break em 6-1, 3-6 e 7-6.

"Eu posso conquistar o Aberto da França se eu jogar o meu melhor e se eu estiver preparado mentalmente e fisicamente", disse Murray, que completa 24 anos neste domingo.

"Acho que estou melhor do que eu jamais estive no saibro. Consegui a combinação certa de como jogar lá e tem algumas coisas que eu definitivamente posso melhorar", acrescentou.

Murray teve uma sequência de resultados ruins depois da derrota para Djokovic na final do Aberto da Austrália no início do ano, mas acredita que sua recuperação já começou a acontecer. "A capacidade de jogar tênis nunca vai embora, você sabe", disse Murray.

Murray confessa que cometeu erros ao planejar o seu ano, mas agora garante que está focado nos quatro Grand Slams.

"Acho que agora estou pronto para ir para o Aberto da França", disse. "Eu estava indo muito bem nos Masters e não tão bem nos Slams. Eu cometi alguns erros me preparando no passado, mas agora na França e em Wimbledon vou jogar o meu melhor tênis."

Tudo o que sabemos sobre:
TENISMURRAY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.