Anja Niedringhaus/AP
Anja Niedringhaus/AP

Andy Murray espanta 'zebra' e vai às oitavas de final em Wimbledon

Escocês superou o espanhol Tommy Robredo por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/4 e 7/5

AE, Agência Estado

28 de junho de 2013 | 16h15

LONDRES - Cada vez mais consistente na grama, Andy Murray fez mais uma vítima em Wimbledon nesta sexta-feira. Ainda sem perder sets, o britânico superou o espanhol Tommy Robredo por 3 a 0, com parciais de 6/2, 6/4 e 7/5, e avançou às oitavas de final.

Para alcançar as quartas, Murray terá que superar na sequência o vencedor do duelo entre o sérvio Viktor Troicki e o russo Mikhail Youzhny. Os dois deveriam se enfrentar nesta sexta, mas a chuva adiou o confronto para o sábado.

Sem dar chance para as "zebras", Murray voltou à exibir a boa combinação de saques poderosos com subidas precisas à rede. O escocês praticamente não deu chances a Robredo. Começou abrindo 4/1 no set inicial e, mesmo sofrendo uma quebra de saque, fechou a parcial com tranquilidade.

No segundo set, Murray obteve nova quebra logo no primeiro game. Em vantagem, não teve problemas para confirmar seus serviços até fechar o set. A terceira parcial foi a mais equilibrada. Robredo impôs resistência e só cedeu a quebra no 11º game, quando Murray obteve a vantagem para fechar a partida logo em seguida, após duas horas de duelo.

Ao fim do jogo, o escocês admitiu que as vitórias tranquilas na primeira semana da competição lhe dá confiança para os próximos jogos, principalmente depois das quedas precoces de Roger Federer e Rafael Nadal. "Espero poder continuar jogando bem. Estou sendo exigido em todas as partidas. Estou sendo testado e aprovado", disse o tenista, que está invicto há 14 jogos na grama - desde o título olímpico de 2012 e o troféu em Queen''s, há duas semanas.

"Pelo que tenho ouvido das pessoas, há cada vez mais pressão sobre os jogadores por causa da atual situação da chave", disse, referindo-se às derrotas de Nadal e Federer. "Surpresas nunca estão muito longe de acontecer e você tem que estar bem concentrado para evitar estes momentos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.