EFE
EFE

Ao lado de irmão mais novo, Djokovic estreia com vitória em Pequim

Número 1 do mundo pela primeira vez atua ao lado de Djordje

Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2015 | 14h04

Poucas horas depois de ter estreado com vitória arrasadora sobre o italiano Simone Bolelli na chave de simples do Torneio de Pequim, Novak Djokovic voltou à quadra nesta terça-feira para competir nas duplas do ATP 500 chinês. O tenista número 1 do mundo jogou pela primeira vez no circuito profissional com o seu irmão mais novo, Djordje, de apenas 20 anos, e a parceria inédita teve sucesso.

Os irmãos Djokovic venceram o chinês Mao-Xin Gong e o neozelandês Michael Venus por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 6/7 (6/8) e 10/5, em 1h42min, e garantiram vaga na segunda rodada da competição.

Curiosamente, Djokovic já havia atuado em outras cinco oportunidades ao lado de seu outro irmão, Marko, de 24 anos, em torneios de duplas no circuito profissional. Mas ao lado de Marko o astro nunca conseguiu vencer uma partida. Assim, a família Djokovic quebrou o tabu de forma que pode ser considerada surpreendente, pois Novak, de 28 anos, não costuma jogar duplas com frequência e Djordje é hoje apenas o 1502º colocado do ranking de simples da ATP.

Com a vitória desta terça, os irmãos Djokovic se credenciaram para enfrentar nas quartas de final o canadense Vasek Pospisil e o norte-americano Jack Sock, que nesta terça encerraram um jejum de cinco jogos sem vencer ao baterem os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini, cabeças de chave número 3, por 2 sets a 1, com 7/6 (7/5), 2/6 e 11/9.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.