Philippe Perusseau/EFE
Philippe Perusseau/EFE

Aos 27 anos, argentino Guillermo Coria anuncia aposentadoria

Argentino, ex-número 3 do ranking mundial, alegou que não sente mais motivação para competir em alto nível

Reuters

29 de abril de 2009 | 11h06

O argentino Guillermo Coria, que chegou a ocupar o terceiro lugar do ranking mundial, anunciou que vai abandonar o tênis profissional, aos 27 anos, por falta de motivação.

"Eu não tinha mais nenhum desejo de competir", disse o finalista de Roland Garros 2004 à Rádio Continental de Buenos Aires. "Passei meses pensando nisso e na Tailândia percebi que, para mim, viajar era uma luta."

Coria, vencedor de nove torneios individuais, jogou pela última vez num torneio ATP Challenger em Bangcoc, em março. Atualmente, ele é apenas o 672.º no ranking mundial. "Estou feliz com a decisão que tomei porque tenho alguns novos projetos e mais tempo para dedicar à minha família," afirmou.

Coria se destacou no saibro e venceu o Masters de Monte Carlo em 2004, antes de ser derrotado num épico de cinco sets por Rafael Nadal no ano seguinte. Também em 2004, ele perdeu a final de Roland Garros para seu compatriota Gastón Gaudio, depois de ter dois match points a seu favor e de ter perdido apenas um set na sua trajetória até o último jogo.

Em 2001, passou sete meses suspenso devido a um teste positivo para a substância nandrolona.

(Reportagem de Luis Ampuero)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.