Aos gritos, Sharapova avança no Aberto da Austrália

Maria Sharapova usou toda a sua potência vocal para reagir ao desafio da alemã Julia Goerges e avançar à quarta rodada do Aberto da Austrália de tênis, na sexta-feira.

IAN RAMSON, REUTERS

21 de janeiro de 2011 | 09h25

De punhos cerrados e berrando "c'mon!" ("vamos lá!"), a russa, ex-número 1 do mundo, aproveitou seu saque agressivo e, em pouco menos de duas horas e meia, conseguiu evitar a eliminação precoce. O placar na Hisense Arena foi 4-6, 6-4 e 6-4.

"Realmente não fiquei feliz no primeiro set, especialmente por estar com uma quebra de serviço à frente", disse Sharapova, única ex-campeã da Austrália que ainda resta no torneio (ela ganhou em 2008).

"O mais importante é que lutei pelas minhas chances. Eu cresci e comecei a bater um pouco mais no fundo."

Após se estabilizar no segundo set, Sharapova abriu 4-0 e parecia rumar para uma vitória tranquila, mas Goerges, 38A no ranking, abandonou a cautela e começou a marcar pontos no fundo da quadra.

Nervosa, Sharapova deixou que a rival quebrasse seu serviço, mas acabou confirmando o favoritismo quando foi novamente a sua vez de sacar.

Desde o título de 2008, o melhor resultado da russa num Grand Slam foi chegar às quartas de final em Roland Garros em 2009. Desde então, a tenista de 23 anos apresenta eventuais lampejos do seu melhor tênis, mas as 11 duplas faltas que cometeu contra Goerges mostram que seus nervos continuam altamente vulneráveis.

Tudo o que sabemos sobre:
TENISAUSTRALIAFEMININO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.