Após decepção no Rio-2016, Serena desiste de Cincinnati e pode perder liderança

Americana perdeu para ucraniana na Olimpíada e ficou sem brigar por medalhas

Estadão Conteúdo

15 Agosto 2016 | 22h36

Após decepcionar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a norte-americana Serena Williams anunciou nesta segunda-feira que não disputará o Torneio de Cincinnati, nos Estados Unidos. Uma lesão no ombro direito impede a número 1 do mundo de retomar as competições no circuito.

"Estou muito decepcionada por não por competir em Cincinnati. Estava ansiosa para defender meu título. Mas a inflamação no ombro continua a ser um desafio", disse a líder do ranking, que não chegou a brigar por medalhas no Rio de Janeiro. "Espero poder voltar às quadras o mais rápido possível."

Sem poder defender o título conquistado no ano passado, Serena corre o risco de perder a liderança do ranking da WTA. Para tanto, a alemã Angelique Kerber precisa faturar o troféu que a norte-americana já levou seis vezes na carreira. Se Kerber conseguir chegar ao título, vai desbancar Serena da ponta, o que não acontece há 183 semanas.

No Rio de Janeiro, Serena era considerada a grande favorita. Não apenas por ser a número 1, mas também por jogar no piso duro, que é sua especialidade. Mas ela caiu nas oitavas de final na chave de simples. Nas duplas, foi ainda pior ao lado da irmã Venus Williams. Elas foram eliminadas logo na estreia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.