Peter Schneider/ AP
Peter Schneider/ AP

Após decepções, Fognini volta a ser campeão com triunfo em Gstaad

Italiano encerra jejum ao derrotar o alemão Yannick Hanfmann por 2 sets a 0

Estadao Conteudo

30 de julho de 2017 | 12h02

Após decepções e vice-campeonatos, o italiano Fabio Fognini voltou a levantar um troféu neste domingo. O atual 31º do ranking encerrou um jejum de um ano ao espantar a zebra e derrotar o alemão Yannick Hanfmann por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/5, na final do Torneio de Gstaad, na Suíça.

Favorito absoluto na decisão, Fognini dominou até com certa facilidade o rival, que era a grande surpresa da competição de nível ATP 250. Hanfmann veio do qualifying e ocupa somente a 170ª colocação do ranking. Ele tinha apenas três vitórias em nível ATP antes de estrear na chave principal de Gstaad.

Leia Também

Tudo sobre tênis

Com o resultado no saibro de Gstaad, o tenista da Itália melhorou seu retrospecto em finais. Em 13 decisões disputadas no circuito profissional, ele venceu cinco, já contando com o troféu deste domingo. Ele não era campeão desde o título obtido em Umag, em julho do ano passado.

"É sempre bom vencer. Nosso trabalho é vencer jogos e, claro, estou feliz", comemorou, aliviado, o italiano. Fognini lembrou que fez uma estreia complicada, contra o sérvio Norbert Gombos. E precisou de uma virada para avançar na chave.

"Meu primeiro jogo foi muito difícil. Não conseguia jogar direito. Até comentei com minha equipe que iria embora para casa se continuasse a jogar daquele jeito. Mas, a cada dia, eu me sentia melhor em quadra e agora estou aqui com o título", festejou.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisFabio Fognini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.