Michel Spingler/AP
Michel Spingler/AP

Após derrota em Roland Garros, Bellucci admite que adversário foi melhor

Brasileiro diz ter sentido nervosismo ao perder para o italiano Fabio Fognini por 3 sets a 0

Agência Estado

29 de maio de 2014 | 18h17

PARIS - Após a derrota para o italiano Fabio Fognini por 3 sets a 0, o tenista brasileiro Thomaz Bellucci admitiu que o rival esteve melhor durante toda a partida válida pela segunda rodada de Roland Garros, nesta quinta-feira, em Paris. Ele explicou que estava nervoso no início e foi dominado pelo adversário.

"Ele foi mais constante do que eu desde o início. Comecei jogando muito tenso, dando chance para ele jogar sempre na frente. Depois consegui equilibrar jogo, mas precisava ser mais regular nas chances que tive", lamentou Bellucci.

Na primeira rodada, o número 1 do Brasil havia vencido o alemão Benjamin Becker e já demonstrava certa inconstância. Depois de ter o jogo na mão com 2 sets ganhos, ele deixou o rival empatar para, só então, vencer somente na parcial decisiva. Agora, caiu diante de Fognini, que ocupa a 15ª colocação do ranking).

"Queria ter ido mais longe aqui, mas não deu. Estou treinando duro pra voltar a ganhar de caras entre os 20 (melhores do mundo) e sei que estou no caminho certo pra isso acontecer", disse Bellucci, que aparece em 108º lugar no ranking.

O próximo torneio que Bellucci disputará será Wimbledon, Grand Slam que começa no dia 23 de junho, em Londres, na Inglaterra. Depois, a programação dele prevê participação em Stuttgart, Hamburgo, Gstaad e Kitzbuhel.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRoland GarrosBellucci

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.