Divulgação
Divulgação

Após derrota na Davis, Melo e Soares vão jogar juntos também no Rio Open

A dupla atuará também entre evento que acontecerá no Jockey Club Brasileiro

Redação, Estadao Conteudo

05 de fevereiro de 2019 | 14h54

Após a surpreendente derrota na Copa Davis, no sábado, Marcelo Melo e Bruno Soares vão voltar a jogar juntos no circuito, no Rio Open. A dupla atuará junta de forma pontual no Jockey Club Brasileiro, entre os dias 18 e 24 deste mês, porque seus respectivos parceiros não poderão comparecer à competição brasileira, de nível ATP 500.

"Foi uma boa coincidência nossos parceiros não conseguirem vir ao Brasil este ano. O Jamie estava programado para vir, mas teve um problema pessoal e não poderá estar no Rio. A torcida que sempre marca forte presença em nossos jogos terá novamente uma dupla brasileira para torcer e quem sabe dar uma força extra para a gente buscar o nosso primeiro título do Rio Open e o primeiro título do Brasil no torneio", comentou Soares.

Será a segunda vez que os dois brasileiros jogarão juntos no Rio de Janeiro. Em 2016, foram até as semifinais, no que foi um dos melhores resultados de Soares - Melo foi finalista em 2014. "Será um momento especial jogar mais uma vez o Rio Open com o Bruno. Tenho certeza que os torcedores ficarão felizes em poder nos ver jogando lado a lado mais uma vez", disse Melo.

Eles vão estar lado a lado na quadra por causa das baixas do escocês Jamie Murray e do polonês Lukasz Kubot, parceiros costumeiros de Soares e Melo, respectivamente. A ausência deles se deve, principalmente, à mudança brusca de piso neste momento da temporada, em que os principais tenistas do circuito privilegiam a quadra rápida, das primeiras competições do ano (incluindo o Aberto da Austrália) e também do Torneio de Acapulco, um dos preferidos dos tenistas, e dos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, nos Estados Unidos.

Melo e Soares voltarão a jogar juntos poucas semanas após a fraca apresentação na partida de duplas no duelo do Brasil com a Bélgica, pela fase qualificatória da Copa Davis, no fim de semana. No sábado, eles foram inesperadamente derrotados por Sander Gille e Joran Vliegen por 2 sets a 0. Na ocasião, Melo demonstrou clara falta de ritmo, em sua estreia oficial na temporada.

Além de Soares e Melo, estará na chave de duplas o brasileiro Marcelo Demoliner. Como aconteceu no Aberto da Austrália, ele jogará ao lado do dinamarquês Frederik Nielsen. Ele também luta para a conquista do primeiro título de um brasileiro no Rio Open, que estará em sua sexta edição.

Os principais favoritos na chave de duplas são os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, donos de dois títulos do Rio Open. Eles foram os vice-campeões do Aberto da Austrália do ano passado e a segunda melhor dupla da temporada 2018. Já os atuais campeões, os espanhóis David Marrero e Fernando Verdasco, não estarão presentes nesta edição.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMarcelo MeloBruno Soares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.