Após duplas, todos mantém chances na elite da Copa Davis

Todas as seleções que disputam a primeira rodada da Copa Davis no Grupo Mundial seguem com chances ao último dia de confronto, com os jogos de simples. Neste sábado, alguns azarões conseguiram bons resultados nas partidas de duplas. A Romênia continua na briga depois de Florin Mergea e Horia Tecau derrotarem os franceses Michael Llodra e Arnaud Clement por 3/6, 7/5, 7/5, 6/7 e 11/9, em quatro horas e 35 minutos de jogo para diminuir o placar para 2 a 1. O Chile também se recuperou e perde por 2 a 1 para a campeã Rússia, com Fernando Gonzalez e Nicolas Massu, ambos derrotados na sexta-feira nos jogos de simples, batendo Marat Safin e Igor Andreev por 7/6, 6/3 e 6/4. No início do sábado, o número 18 do mundo Lleyton Hewitt reencontrou a antiga forma, após a derrota no jogo de simples na sexta-feira, e ao lado de Paul Hanley passou facilmente pelos belgas Olivier Rochus e Kristof Vliegen por 6/2, 6/4 e 6/2. A Austrália agora perde por 2 a 1. Áustria e Belarus mantiveram as esperanças vivas depois de estarem atrás por 2 a 0 nos confrontos com Argentina e Suécia, respectivamente. A dupla de Belarus, Max Mirnyi e Vladimir Voltchkov, despachou Jonas Bjorkaman e Simon Aspelin com 7/5, 6/7, 7/5 e 6/3, no estádio fechado de Minsk. Já os austríacos Jurgen Melzer e Julian Knowle derrotaram Jose Acasuso e Sebastian Prieto por 6/3, 7/6, 6/1 e 7/5. Batalha Em um confronto que estava empatado até o jogo de duplas, Fernando Verdasco e Feliciano Lopez venceram os suíços Marco Chiudinelli e Yves Allegro em outra partida épica por 7/6, 6/7, 6/7, 6/1 e 12/10, para dar à Espanha a liderança por 2 a 1. A batalha em Genebra durou quatro horas e 48 minutos e os exaustos suíços têm uma missão difícil no domingo, com o reserva Stephane Bohli jogando contra o número 33 do mundo Verdasco no primeiro jogo de simples do dia. Michael Kohlmann e Alexander Waske foram os responsáveis por acabar com o histórico perfeito da dupla croata Mario Ancic e Ivan Ljubicic na Copa Davis, dando à Alemanha a liderança do confronto em 2 a 1 sobre os campeões de 2005, graças à vitória por 6/4, 6/2 e 7/6. Ljubicic e Ancic venceram juntos todas as seis partidas anteriores de duplas na Copa Davis, mas não conseguiram superar os especialistas alemães, que foram surpreendentemente dominantes jogando em casa. Bob e Mike Bryan, que recentemente tiveram sucesso ao defender o título de duplas no Aberto da Austrália, passaram pelos tchecos Pavel Vizner e Lukas Dlouhy em três sets e colocaram os Estados Unidos na frente. A quadra lenta de saibro e a CEZ Arena lotada por sete mil pessoas, em Ostrava, não foram suficientes para deter os Bryan, que garantiram a vitória com 6/4, 6/4 e 6/4. Os tchecos chegaram a cogitar o jogo de duplas com Tomas Berdych, mas decidiram poupar o jogador para a primeira partida de simples do domingo contra Andy Roddick.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.