Alessandro Di Marco/EFE
Alessandro Di Marco/EFE

Após eliminar Djokovic, Zverev vence Medvedev e conquista bi do ATP Finals

Alemão conquistou o bicampeonato após fechar a partida por 2 sets a 0, com duas parciais de 6/4

Redação, Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2021 | 15h48

Três anos depois ser campeão do ATP Finals pela primeira vez, em 2018, o alemão Alexander Zverev conquistou o bicampeonato do torneio neste domingo, em Turim, na Itália, onde venceu o russo Daniil Medvedev por 2 sets a 0, com duas parciais de 6/4 durante 75 minutos de partida. O adversário defendia o título, pois foi campeão da temporada passada, e também estava atrás do bi.

Antes de vencer Medvedev, atual número 2 do mundo, e levantar a taça, Zverev superou Novak Djokovic, primeiro do ranking, na disputa das semifinais, o que valoriza ainda mais sua conquista. Além disso, o alemão, que ocupa a terceira colocação, conseguiu encerrar uma série de nove vitórias seguidas ostentada pelo russo em partidas válidas pelo ATP Finals.

Também há o fato de que Medvedev vinha incomodando muito nos duelos entre os dois. O último, na fase de grupos do torneio em Turim, foi vencido por ele, assim como os quatro anteriores. "Ganhei o título na final contra alguém para quem eu havia perdido cinco vezes consecutivas, então tive que fazer uma das minhas melhores partidas. Estou feliz com isso e feliz em sair de férias com esta vitória", comentou o campeão.

Com o resultado, Zverev celebrou o sexto título em seis finais disputadas durante a temporada. No início deste ano, o número 3 do mundo venceu dois ATP Masters 1000, um em Madrid e outro em Cincinnati, antes de ficar com a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Mais tarde, venceu também em Acapulco e Viena. "É especial, estou super emocionado e feliz agora. Não há melhor maneira de terminar a temporada do que vencendo aqui. Estou extremamente feliz e já estou ansioso para o próximo ano", comemorou.

A disputa deste domingo, contra Medvedev, foi de uma grande atuação do alemão, que surpreendeu ao vencer com superioridade depois das cinco derrotas consecutivas. Com um jogo calmo no primeiro set, explorou as bolas pela direita e dificultou a vida do adversário. Após conseguir a quebra no terceiro game, alongou as jogadas e fechou a parcial em 6/4.

No segundo set, conseguiu uma quebra ainda no primeiro game, enquanto via o russo mostrar muita dificuldade para reagir na partida. Em alguns momentos do sexto game, Medvedev deu alguns sinais de que conseguiria se recuperar, mas não foi isso que aconteceu. Com um ponto de saque após uma reta final tensa, Zverev confirmou a vantagem alcançada com a primeira quebra e garantiu o título.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.