AP
AP

Após 'noites sem dormir' em 2016, Serena comemora 22º Grand Slam

Norte-americana iguala Steffi Graf como maior vencedora da era aberta do tênis

Estadão Conteúdo

09 de julho de 2016 | 16h15

A norte-americana Serena Williams venceu o Torneio de Wimbledon neste sábado e empatou com a alemã Steffi Graf como maior vencedora de Grand Slam da era aberta do tênis, com 22 títulos. Antes de alcançar a marca, 2016 estava sendo uma temporada frustrante para Serena, com os vices do Aberto da Austrália e de Roland Garros.

"Definitivamente eu tive algumas noites se dormir, se for honesta, por muitos motivos. Meu objetivo é vencer sempre pelo menos um Grand Slam por ano e isso estava causando muita pressão", comentou Serena após bater a alemã Angelique Kerber por 7/5 e 6/3 na decisão de Wimbledon.

Com o 22.º título dos quatro principais torneios de tênis do mundo, a norte-americana aparece apenas atrás da australiana Margaret Court, que venceu 24 Grand Slams. A era profissional do tênis teve início em 1968.

Neste sábado, Serena chegou ao seu sétimo título de simples em Wimbledon, atrás apenas da checa Martina Navratilova, que tem nove. O torneio britânico de 2015 havia sido o último título de Grand Slam da norte-americana.

"É incrivelmente difícil não pensar no recorde. Eu tive duas chances este ano e não consegui. A vitória parece ainda mais gostosa por saber como eu trabalhei duro para alcançá-la", finalizou a norte-americana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.