Edgar Su/Reuters
Edgar Su/Reuters

Após furar quali, Bia Haddad Maia supera ex-top 30 alemã na estreia em Bogotá

Brasileira precisou de apenas 1h32min para derrotar Laura Siegemund

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2019 | 20h36

Depois de passar pelo qualifying para ingressar na chave principal no último domingo, a brasileira Beatriz Haddad Maia estreou no Torneio de Bogotá nesta segunda-feira com uma boa vitória sobre a alemã Laura Siegemund, ex-top 30 do ranking mundial, batida por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/5.

Atual tenista número 1 do Brasil e 165ª colocada da WTA, Bia desbancou o favoritismo da experiente rival de 31 anos, que hoje é a 99ª do ranking e foi superada após 1h32min de partida na competição realizada em quadras de saibro na Colômbia.

Com o triunfo, a brasileira se credenciou para enfrentar na próxima fase a eslovaca Anna Karolina Schmiedlova, que em outro duelo do dia superou a belga Ysaline Bonaventure por 6/2 e 6/4. Hoje na 66ª posição do ranking, a tenista da Eslováquia defende a condição de atual campeã do evento colombiano.

Para garantir o direito de desafiar a detentora do título em Bogotá, Bia Haddad exibiu uma atuação eficiente nesta segunda-feira. Sem ter o seu saque quebrado por nenhuma vez no primeiro set, ela aproveitou duas das dez chances que teve de ganhar games no serviço de Laura Siegemund para abrir a vantagem inicial de 6/2.

Na segunda parcial, a brasileira de 22 anos chegou a ter o seu saque quebrado em uma oportunidade pela alemã, mas converteu dois de cinco break points para aplicar o 7/5 que liquidou o confronto, no qual a tenista paulistana ainda ganhou 83% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço.

Surpreendida por Bia, a alemã chegou a ocupar o 27º lugar do ranking da ATP no auge de sua carreira, na qual já ganhou títulos na elite da WTA em Stuttgart e Bastad. Porém, ela foi atrapalhada por uma grave lesão no joelho direito, sofrida em 2017, e o seu desempenho entrou em declínio, consequentemente despencando também no Top 100.

Mais conteúdo sobre:
Bia Haddadtênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.