Timothy A. Clary/AFP
Timothy A. Clary/AFP

Após lesão no US Open, Nadal anuncia que não defenderá a Espanha na Copa Davis

Tenista abandonou semifinal contra Juan Martin Del Potro no segundo set com um problema no joelho direito

Estadão Conteúdo

09 Setembro 2018 | 10h22

As dores no joelho direito custaram caro ao tenista espanhol Rafael Nadal. Pouco mais de 24 horas depois de ter de abandonar a semifinal do US Open contra o argentino Juan Martin Del Potro, o atual número 1 do mundo anunciou na noite de sábado que não defenderá o seu país nas semifinais da Copa Davis contra a França, a campeã vigente, no próximo final de semana, fora de casa.

"Rafael Nadal não poderá disputar a eliminatória contra a França, em Lille. A lesão no joelho sofrida na noite anterior (sexta-feira) no US Open o impede de estar em condições para disputar estas semifinais. Esperamos que se recupere logo e agradecemos o seu apoio à equipe espanhola nesta Copa Davis", escreveu a Real Federação Espanhol de Tênis (RFET, na sigla em espanhol) em um comunicado oficial.

Em Nova York, Nadal buscava defender o seu título conquistado em 2017, mas teve de desistir na semifinal contra Del Potro após perder os dois primeiros sets, com as parciais de 7/6 (7/3) e 6/2. Chegou a ser atendido duas vezes pelos médicos do Grand Slam, mas não teve outro jeito a não ser abandonar a partida.

"Fiz um bom calendário pensando nos meus objetivos, incluindo a Copa Davis, e isso foi uma das razões de não ter jogado em Cincinnati (Masters 1000 disputado no começo de agosto, nos Estados Unidos). Muito triste por não poder ajudar a equipe (espanhola) para se classificar à final", escreveu Nadal em seu Twitter.

Para o seu lugar, o capitão da Espanha, o ex-jogador Sergi Bruguera, já anunciou a convocação de Albert Ramos-Vinolas, número 51 do mundo. "Confiamos plenamente nele. Temos que recordar que foi o herói na primeira rodada (da Copa Davis), em Marbella, contra a Grã-Bretanha", afirmou o treinador.

Além de Nadal, a Espanha não poderá contar com Pablo Carreño Busta, 12.º do ranking, que abandonou o US Open na segunda rodada com uma lesão muscular. Assim, o time que enfrentará a França será formado por Albert Ramos Vinolas, Roberto Bautista Agut (22.º), Feliciano López (63.º) e Marcel Granollers (107.º).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.