Johannes Eisele / AFP
Johannes Eisele / AFP

Após momento de fúria em Roma, Kyrgios desiste de jogar Roland Garros

Número 36 do mundo foi excluído do torneio em Roma e multado após uma explosão de raiva durante seu jogo pela segunda rodada

Redação, Estadao Conteudo

24 de maio de 2019 | 11h10

Após protagonizar uma cena de fúria na semana passada, durante a sua participação no Masters 1000 de Roma, Nick Kyrgios anunciou nesta sexta-feira a sua desistência de Roland Garros, evento que se iniciará no domingo.

Número 36 do mundo, Kyrgios foi excluído do torneio em Roma e multado após uma explosão de raiva durante seu jogo pela segunda rodada. Além disso, perdeu os pontos pela sua campanha nesse Masters 1000. Mas escapou de receber uma suspensão, o que permitia a sua participação em Roland Garros.

Na Itália, depois de ter o seu saque quebrado no segundo game do terceiro set pelo norueguês Casper Ruud, o australiano saiu esbravejando e, por causa do palavrão que soltou após ser superado, foi punido com a perda de um game da partida pelo juiz de cadeira e ficou em desvantagem de 2/1. A decisão deixou o australiano transtornado. Ele atirou a sua raquete no chão, chutou uma garrafa de água e depois ainda arremessou uma cadeira no meio da quadra.

A desistência do Grand Slam parisiense veio apenas alguns dias depois de Kyrgios publicar um vídeo em que afirmava que Roland Garros era uma "m..." em comparação a Wimbledon, onde treinou recentemente. O australiano estava previsto para estrear em Paris contra o britânico Cameron Norrie. Agora, sua vaga será ocupada por um lucky-loser (tenista eliminado no qualifying).

Kyrgios, de 24 anos, tem uma carreira recheada de polêmicas. Em uma delas, em 2015, insultou o suíço Stan Wawrinka durante uma partida em Montreal, o que na época provocou aplicação de multa e suspensão de 28 dias. Ele também foi alvo de críticas por não participar da Olimpíada de 2016 em função de desentendimento com dirigentes australianos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.