Após polêmicas, ATP anuncia fim do formato round robin

Após dois incidentes polêmicos nos Torneios de Buenos Aires e Las Vegas, o conselho de diretores da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) decidiu nesta quarta-feira, numa reunião em Miami, anunciar o fim do formato round robin (com jogadores divididos em grupos). Por causa dos problemas, os atletas e público ficaram desconfiados com o novo sistema.A entidade máxima do tênis mundial começou a usar o round robin nesta temporada. Apenas cinco competições de nível baixo foram disputadas com este formato de chave - Las Vegas, Buenos Aires, Viña del Mar (Chile), Adelaide (Austrália) e Delray Beach (Estados Unidos). Com a decisão, todos os torneios organizados pela ATP voltam a ser disputados nos moldes eliminatórios. ?Foi uma boa experiência, e nós pudemos aprendemos muito com ela. Algumas tentativas dão certo, outras não, mas continuaremos sempre procurando novas e melhores maneiras de aumentar o interesse do público no tênis masculino?, afirmou o sul-africano Etienne de Villiers, presidente da ATP, por meio de um comunicado. "Levamos todos em conta para decidir, especialmente a nossos jogadores e organizadores de torneios."Em Las Vegas, Villiers pediu desculpas após um erro na aplicação das regras, envolvendo James Blake. Na ocasião, o argentino Juan Martin del Potro abandonou a partida contra o norte-americano, que acabou favorecido por um erro de cálculo e tirou a vaga do russo Evgeny Korolev. No entanto, a entidade reconheceu o engano e devolveu a vaga nas quartas-de-final ao jogador europeu. Já no Torneio de Buenos Aires, o prejudicado foi o espanhol Juan Carlos Ferrero, que não avançou por causa da desistência do equatoriano Nicolas Lapentti - ele não somou pontos porque o jogo não foi disputado. Recentemente, o Torneio de Estoril (Portugal), que também seria disputado com o novo formado, solicitou à ATP a volta das partidas eliminatórias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.