Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

Após quarentena, brasileiros estreiam em Melbourne de olho no Aberto da Austrália

Tenistas têm pela frente compromissos válidos por dois torneios ATP 250 que servem de preparação

Redação, Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2021 | 12h49

Após cumprir os 14 dias de quarentena na Austrália, os tenistas brasileiros farão suas estreias nesta semana por dois torneios ATP 250 que estão sendo disputados em Melbourne, que servem de preparação para o Aberto da Austrália. O único em chave de simples é Thiago Monteiro, que joga o Great Ocean Road e enfrentará nesta terça-feira o canadense Vasek Pospisil, ex-25.º do mundo e atual 60.º do ranking, na estreia.

Nos momentos finais de sua preparação, o brasileiro se sente pronto para mais um grande desafio. "Vai ser um jogo duro, o Pospisil é um cara bem perigoso e que saca muito. Ele está acostumado com as quadras duras, além de jogar muito bem neste piso. Vou estrear na terça-feira, então tive mais um dia de treinamento antes dos jogos. Estou motivado para o início da gira", disse o brasileiro, antecipando um jogo duro.

Também aproveitando a vida fora da quarentena, Thiago se sente motivado com a energia local e pronto para o início dos jogos. "É uma vida nova, sem dúvidas. A sensação é muito diferente. Fazia muito tempo que a gente não convivia dessa maneira, de sair tranquilo na cidade e sem necessidade de usar máscaras. A única exceção é em lugares fechados, tipo em mercado, mas é muito legal ver as pessoas e dar uma volta pela cidade. Estou aproveitando bem essa energia e muito confiante para fazer uma boa estreia", finalizou.

O brasileiro, número 83 do mundo, vai em busca de ritmo e mais pontos para o ranking da ATP. Um dos objetivos da temporada de 2021 do tenista número 1 do Brasil é terminar o ano próximo do Top 50, além de se firmar nos torneios de nível ATP.

DUPLAS

Pelo mesmo torneio, Bruno Soares e o britânico Jamie Murray são os cabeças de chave 2. Saindo de "bye" na primeira rodada, a dupla terá mais dias para treinar e enfrentará os vencedores do duelo entre o sérvio Laslo Djere e o italiano Stefano Travaglia contra os espanhóis Pablo Andujar e Pedro Martinez para conhecer os seus adversários da estreia.

"Agora que estamos podendo treinar com outras pessoas, temos que aproveitar para jogar muitos pontos e voltar com o entrosamento, fazendo os ajustes finais. Nós treinamos bastante e fizemos muitos exercícios, mas agora é hora de entrar no modo competição. Como saímos de 'bye', temos alguns dias a mais para treinar e provavelmente vamos estrear na quarta-feira. Então agora é isso, ajustes finais e começar a pegar ritmo de jogo para estar preparado da melhor maneira possível para o Aberto da Austrália", comentou Soares.

Já Marcelo Melo foca na estreia pelo Murray River Open. Ele e o romeno Horia Tecau jogam como cabeças de chave número 4 e também são "bye" na primeira rodada, estreando direto nas oitavas de final. Os dois aguardam o vencedor do jogo entre os australianos Nick Kyrgios e Matt Reid diante dos americanos Nicholas Monroe e Frances Tiafoe.

"As expectativas ao lado do Tecau são muito boas. Ele é um excelente jogador. E acho que estas condições aqui são perfeitas para jogar a primeira vez com um parceiro. Normalmente não temos tempo para treinar juntos. Aqui foram praticamente 14 dias treinando juntos nas condições de jogo. E vamos ter um torneio preparatório para o Grand Slam. Melhores condições, impossível. Ele está muito empolgado e eu também", explicou Melo.

Por fim, o gaúcho Marcelo Demoliner vai jogar o torneio junto com o mexicano Santiago González. Os dois também são "bye" na primeira rodada e estreiam nas oitavas de final contra quem passar do duelo do indiano Rohan Bopanna e do dinamarquês Frederik Nielsen contra os australianos James Duckworth e Marc Polmans.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.