Após título, Federer comemora recorde em Cincinnati

Um dos maiores tenistas de todos os tempos, Roger Federer escreveu ainda mais seu nome na história do esporte com mais um título e uma quebra de recorde neste domingo. O suíço bateu Novak Djokovic por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 7/6 (9/7), e levou seu quinto troféu no Masters 1000 de Cincinnati, se tornando o maior vencedor do torneio.

AE, Agência Estado

19 de agosto de 2012 | 17h45

"Um recorde sempre é algo especial quando ocorre", declarou Federer. O primeiro colocado do ranking da ATP já havia conquistado o título em Cincinnati em 2005, 2007, 2009 e 2010.

Mostrando estar recuperado da decepção de ter perdido a final da Olimpíada de Londres para o escocês Andy Murray, no dia 5 de agosto, quando ficou sem conquistar a sonhada medalha de ouro, Federer somou neste domingo o 76º título da carreira, sendo o sexto apenas nesta temporada - antes, ganhou em Wimbledon, Madri, Indian Wells, Dubai e Roterdã.

Federer igualou a marca do espanhol Rafael Nadal como recordista de títulos em torneios da série Masters 1000, com 21 conquistas cada um. E o suíço comprovou que é o grande favorito para a disputa do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada do tênis, que começa no dia 27 de agosto, em Nova York, nos Estados Unidos.

Para Djokovic, restou admitir a superioridade do adversário neste domingo, principalmente no primeiro set, quando foi derrotado por 6 a 0. "Ele começou muito sólido no serviço. Estava muito eficiente e colocando muita pressão no meu serviço. Cometi muitas duplas faltas e não achei o ritmo. O set terminou em 20 minutos. Joguei melhor no segundo, achei bastante equilibrado, e quando tive chances não as aproveitei. Não pisei dentro da quadra e ele mereceu vencer", comentou o sérvio.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMasters 1000Roger Federer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.