DIvulgação/ATP
DIvulgação/ATP

Após título na Croácia, André Sá cai na estreia de duplas em Gstaad

Ao lado de argentino, veterano cai em super tie-break

Estadão Conteúdo

29 de julho de 2015 | 09h50

O brasileiro André Sá não conseguiu manter, na Suíça, o embalo que ganhou na semana passada, quando conquistou o título de duplas do Torneio de Umag, na Croácia, onde atuou ao lado do argentino Máximo González. Nesta quarta-feira, os dois tenistas foram eliminados já na primeira rodada do ATP 250 de Gstaad, realizado em quadras de saibro.

Ao lado do parceiro sul-americano, o veterano jogador de 38 anos acabou derrotado pela parceria formada pelo polonês Tomasz Bednarek e o australiano Rameez Junaid, que venceram por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 2/6, 7/6 (7/4) e 10/6.

No jogo desta quarta, Sá e González deram a impressão de que emplacariam mais uma vitória ao confirmarem todos os seus saques no primeiro set e ainda converterem dois de três break points para abrir 6/2. Já na segunda parcial, as duas duplas não sofreram quebras e forçaram a disputa do tie-break, no qual Bednarek e Junaid foram um pouco melhores para fechar em 7/4.

No super tie-break que decidiu o confronto, o polonês e o australiano conquistaram duas mini-quebras e assim caminharam rumo ao 10/6 que liquidou o brasileiro e o argentino.

Caso vencessem, Sá e González se credenciariam para enfrentar na segunda rodada o bielo-russo Aliaksandr Bury e o usbeque Denis Istomin, que na estreia surpreenderam o polonês Mariusz Fyrstenberg e o mexicano Santiago González, cabeças de chave número 2 da competição, com uma vitória por 2 sets a 0.

Eliminado em Gstaad, Sá acumula três títulos nesta temporada. Além da taça obtida em Umag, ele também se sagrou campeão de duplas em Buenos Aires e em Nottingham, onde triunfou em piso de grama na competição preparatória para Wimbledon.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisTorneio de GstaadAndré Sá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.