Ian Langsdon/EFE
Ian Langsdon/EFE

Após vice no Rio, Bellucci e Rogerinho vencem de virada em estreia no Brasil Open

Brasileiros superaram o argentino Leonardo Mayer e João Souza

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2019 | 20h31

Depois de terem sido vice-campeões da chave de duplas do Rio Open no último sábado, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva sofreram nesta terça-feira, mas estrearam neste mesmo tipo de disputa do Brasil Open com uma vitória de virada sobre o argentino Leonardo Mayer e o português João Sousa, batidos por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (3/7), 7/6 (7/4) e 12/10, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

A parceria de tenistas brasileiros ganhou convite da organização para entrar direto na fase principal do ATP 250 realizado em quadras de saibro na capital paulista, mas logo de cara despachou os cabeças de chave número 2 da competição.

Com o suado triunfo obtido em uma partida que durou 1h44min, Bellucci e Rogerinho se garantiram nas quartas de final e se credenciaram para encarar os vencedores do confronto entre a dupla formada pelo monegasco Romain Arneodo e o francês Hugo Nys contra a parceria do salvadorenho Marcelo Arévalo e o norte-americano Jamie Cerretani, também previsto para ser encerrado na programação noturna desta terça.

Na partida bastante equilibrada que fizeram contra Mayer e Sousa, os brasileiros conseguiram conquistar apenas uma quebra de serviço. O português e o argentino, porém, também só aproveitaram um dos nove break points que tiveram. Assim, as duas primeiras parciais foram definidas no tie-break e o jogo foi ter o seu vencedor conhecido somente no também parelho match tie-break.

Também convidada para integrar a chave principal pela organização do Brasil Open, a dupla formada por Igor Marcondes e Rafael Matos estreou com derrota nesta terça. Eles foram superados pelos alemães Maximilian Marterer e Andreas Mies por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (11/13), 6/0 e 10/6.

SIMPLES - Outro brasileiro que estreou com derrota neste dia de duelos em São Paulo foi Pedro Sakamoto. Depois de furar o qualifying de forma surpreendente no final de semana, ele foi eliminado na primeira rodada da chave de simples do Brasil Open pelo espanhol Jaume Munar, que venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2.

Assim, Munar avançou às oitavas de final e terá como próximo adversário o chileno Christian Garin, que na segunda-feira superou o português Pedro Sousa por 7/6 (7/3) e 6/2.

Outras três partidas de simples da competição já foram encerradas nesta terça. Em uma delas, o espanhol Albert Ramos-Viñolas arrasou o argentino Facundo Bagnis por 6/1 e 6/3 e se credenciou para encarar nas oitavas o ganhador da partida entre o uruguaio Pablo Cuevas, tricampeão do evento, e a revelação canadense Felix Auger-Aliassime.

O argentino Juan Ignacio Londero, sétimo cabeça de chave, abriu campanha derrotando o italiano Paolo Lorenzi por 7/6 (7/3) e 6/1 e avançou para enfrentar na próxima fase o espanhol Pedro Martinez, que na estreia arrasou o boliviano Hugo Dellien por 6/1 e 6/2.

 

Tudo o que sabemos sobre:
tênisThomaz BellucciBrasil Open

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.