Arantxa Sánchez processa os pais para recuperar apartamento

Ação é mais uma da longa história de litígio entre a ex-tenista e seus pais, a quem acusa de ter dilapidado sua fortuna

EFE

21 de setembro de 2012 | 19h13

BARCELONA - A ex-tenista espanhola Arantxa Sánchez, número 1 do mundo em 1995, levará os próprios pais a julgamento na próxima quinta-feira para recuperar o apartamento no qual o casal vive em Barcelona.

 

Na audiência, deverá ser resolvido o processo apresentado pela ex-atleta, atualmente com 40 anos, no qual exige a anulação do documento em que concedeu a Emilio Sánchez e Marisa Vicario o uso da moradia, propriedade de uma sociedade mercantil de Arantxa.

 

Além da ex-tenista, que comparecerá ao tribunal em qualidade de litigante, e seus pais, como processados, também foram chamados a depor advogados vinculados ao acordo de cessão do imóvel e outros membros da família, entre eles o irmão da esportista e que também foi tenista profissional Emilio Sánchez Vicario.

 

O processo para reivindicar a propriedade do apartamento é mais um capítulo da conturbada relação entre Arantxa e os pais, a quem acusa de ter dilapidado a fortuna que acumulou como estrela do tênis mundial.

 

Em fevereiro deste ano, a atleta aposentada em 2002 lançou sua autobiografia, intitulada "Arantxa, vamos!", na qual acusa os pais de terem desperdiçado cerca de 45 milhões de euros.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisArantxa Sanchez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.