Árbitra de tênis dos EUA é acusada de matar o marido com caneca

Uma conhecida árbitra de tênis, escalada para trabalhar na próxima edição do Aberto dos EUA, foi presa na terça-feira sob a acusação de ter matado seu marido com uma caneca de café.

Reuters

21 de agosto de 2012 | 17h38

Lois Ann Goodman, de 70 anos, foi detida em cumprimento de mandado expedido há uma semana pela promotoria do condado de Los Angeles, relativa à morte, em 17 de abril, de Alan Goodman, de 80 anos.

A promotoria disse que Goodman deve permanecer detida em Nova York enquanto aguarda transferência para Los Angeles, onde pode ser condenada a prisão perpétua. Promotores disseram que vão solicitar que sua fiança seja estabelecida em 1 milhão de dólares.

O crime teria acontecido na casa do casal, no bairro de Woodland Hills, em Los Angeles. A acusada é amplamente conhecida no mundo do tênis, e seria árbitra no Aberto dos EUA, que começa na segunda-feira em Nova York.

(Reportagem de Steve Gorman)

Tudo o que sabemos sobre:
TENISARBITRAASSASSINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.