Divulgação
Divulgação

Argentina enfrenta o Brasil na Davis sem Monaco e Del Potro

Experientes jogadores não foram chamados pelo capitão Daniel Orsanic, que optou por Mayer, Delbonis, Schwartzman e Berlocq

Estadão Conteúdo

24 de fevereiro de 2015 | 12h36

Sem os experientes Juan Martín Del Potro e Juan Monaco, o capitão da Argentina na Copa Davis, Daniel Orsanic, anunciou nesta terça-feira os convocados para o confronto com o Brasil, pela primeira rodada do Grupo Mundial, entre os dias 6 e 8 de março, em Buenos Aires.

Orsanic, ex-treinador de Thomaz Bellucci, convocou Leonardo Mayer, 29º do ranking da ATP, Federico Delbonis (59º), Diego Schwartzman (64º) e Carlos Berlocq (74º). Mayer e Berlocq devem jogar as partidas de simples, enquanto Delbonis e Schwartzman podem formar a dupla. O técnico não antecipou a futura escalação para as cinco partidas do confronto.

O grande desfalque do time é Del Potro, ex-número quatro do mundo e campeão do US Open. O jogador chegou a ser cogitado na equipe no fim do ano passado, mas o agravamento de uma lesão no punho esquerdo acabou com o sonho do tenista em voltar ao time argentino na Davis.

Monaco, por sua vez, ficou de fora do grupo por opção técnica de Orsanic, já que vinha jogando com regularidade nas últimas semanas. Sem ele e Del Potro, a equipe anfitriã será liderada por Mayer, de 27 anos e dono de um título de nível ATP.

As ausências de Del Potro e Monaco aumentam as chances do Brasil no duelo. Embalada pela vitória sobre a então favorita Espanha na repescagem, ano passado, a equipe brasileira tem boas chances de superar os anfitriões, apesar de contar com tenistas com ranking inferior aos rivais. Thomaz Bellucci ocupa atualmente a posição 71 do ranking - mas deve cair algumas colocações na próxima atualização - enquanto João Souza, o Feijão, é o 77º.

O diferencial brasileiro está nas duplas. Marcelo Melo é o atual número cinco do mundo e Bruno Soares é o 12º colocado no ranking individual das duplas.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisArgentinaBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.