Juan Ignacio Roncoroni / EFE
Juan Ignacio Roncoroni / EFE

Argentino derrota favorito de virada e avança à final do ATP 250 de Buenos Aires

Dominic Thiem tem excelente retrospecto em torneios de saibro na América do Sul, mas acabou caindo para Diego Schwartzman

Redação, Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2019 | 20h42

Com garra e o apoio da torcida local, o argentino Diego Schwartzman conseguiu neste sábado a classificação para a final do ATP 250 de Buenos Aires, em seu país, contra o maior favorito da competição realizada em quadras de saibro. Pressionado o tempo todo, o tenista da casa derrotou de virada o austríaco Dominic Thiem, bicampeão do torneio (2016 e 2018), por 2 sets a 1 - com parciais de 2/6, 6/4 e 7/6 (7/5), após 2 horas e 31 minutos.

Atual número 8 do mundo, o tenista da Áustria tem um retrospecto muito bom quando joga nos torneios de saibro na América do Sul. Em Buenos Aires, Dominic Thiem havia ganhado todas as 12 partidas que fez antes de encarar Diego Schwartzman, que é o 19.º colocado do ranking da ATP, neste sábado.

Depois de um primeiro set tranquilo, o austríaco mandava no jogo até fazer 4 a 1 na segunda parcial. Só que aí a irregularidade apareceu e o argentino cresceu na partida, vencendo cinco games seguidos para empatar o duelo.

O terceiro set teve ainda mais emoção. Dominic Thiem chegou a ter novamente 4 a 1 de vantagem, mas outra vez perdeu intensidade e viu o argentino chegar a 5/4 com saque a favor. Conseguiu se livrar da derrota naquele momento e logo em seguida teve match-point não convertido. A decisão foi ao tie-break, novamente com equilíbrio total, até que o austríaco errou a bola decisiva.

Seu adversário na decisão será o italiano Marco Cecchinato, que não teve trabalho para superar o argentino Guido Pella por 2 sets a 0 - com parciais de 6/4 e 6/2. Aos 26 anos, o tenista europeu tentará o seu terceiro título, tendo vencido no saibro de Umag (Croácia) e Budapeste (Hungria) no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.