Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

Argentinos surpreendem favoritos e são campeões nas duplas no Brasil Open

Federico Delbonis e Maximo Gonzalez passam pelo holandês Wesley Koolhof e o neozelandês Artem Sitak

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

04 Março 2018 | 17h54

Campeão do Brasil Open em simples em 2014, o argentino Federico Delbonis celebrou neste domingo o título de duplas do torneio disputado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Ao lado do compatriota Maximo González, derrotou o holandês Wesley Koolhof e o neozelandês Artem Sitak pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2, em 1h12min.

Soares e Murray batem irmãos Bryan e se sagram bicampeões de duplas em Acapulco

Del Potro vence Kevin Anderson com facilidade e evanta 1ª taça da temporada no México

Koolhof e Sitak eram os favoritos ao título nesta decisão da competição, de nível ATP 250, porque eram os cabeças de chave número quatro. Os argentinos, contudo, impuseram forte ritmo desde o início da final e não deram chances aos rivais. Eles perderam o saque em apenas um game, no set inicial, e faturaram quatro quebras ao longo da partida.

Para chegarem à final, Delbonis e González deixaram brasileiros pelo caminho. Na segunda rodada, eliminaram Thomaz Bellucci e André Sá, em partida que marcou a despedida de Sá das quadras. E, na semifinal, os argentinos venceram Rogério Dutra Silva e o checo Roman Jebaby.

O resultado deste domingo marcou o primeiro título de Delbonis em duplas em sua carreira. Ele é apenas o 550º do ranking de duplas - sua melhor posição é a 142ª. Já González se sagrou campeão nas duplas pela quarta vez. Mais focado nas disputas de duplas, ele é o 98º do mundo, mas já foi o 46º.

Mais conteúdo sobre:
tênis Brasil Open Federico Delbonis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.