Ben Stansall / AFP
Ben Stansall / AFP

Ashleigh Barty vence campeã de Roland Garros e avança pela 1ª vez às quartas em Wimbledon

Atual número do 1 do mundo venceu a checa Barbora Krejcikova por 2 a 0

Redação, Estadao Conteudo

05 de julho de 2021 | 11h32

Atual número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty superou mais uma barreira nesta edição de Wimbledon. Pela primeira vez na carreira, ela disputará as quartas de final do Grand Slam realizado em quadras de grama em Londres, na Inglaterra. A vaga veio nesta segunda-feira com uma vitória em sets diretos contra a checa Barbora Krejcikova, atual campeã de Roland Garros, com as parciais de 7/5 e 6/3.

O próximo desafio no caminho da líder do ranking da WTA será a vencedora do duelo entre a sensação do torneio, a convidada local Emma Raducanu, e a australiana Ajla Tomljanovic, ambas buscando o melhor resultado da carreira em Grand Slam. Esse jogo fechará a programação da chave feminina nesta segunda-feira.

Em um jogo disputado, com quebras de saque para as duas tenistas, Barty se deu melhor no final de cada set. A número 1 do mundo terminou a partida com 22 winners, 24 erros não forçados, aproveitamento de 62% com o serviço e ótimo desempenho na rede, vencendo sete em nove subidas.

Outra que fez valer o favoritismo foi a checa Karolina Pliskova, que não teve dificuldade para superar a russa Luidmila Samsonova em sets diretos, com as parciais de 6/2 e 6/3. A cabeça de chave número 8 conseguiu ter mais bolas vencedoras (17 a 11) e menos erros não forçados (19 a 25).

Nas quartas de final, Pliskova medirá forças com quem passar do confronto entre a americana Madison Keys, que já derrubou rivais como a belga Elise Mertens e a compatriota Lauren Davis, e a suíça Viktorija Golubic, algoz da russa Veronika Kudermetova na primeira rodada.

Fazendo história

Ganhou mais um capítulo a grande campanha da tunisiana Ons Jabeur em Wimbledon. Depois de deixar pelo caminho a americana Venus Williams e a espanhola Garbiñe Muguruza, nesta segunda-feira ela derrotou a polonesa Iga Swiatek de virada por 2 sets a 1 - com parciais de 5/7, 6/1 e 6/1.

Quadrifinalista no Aberto da Austrália do ano passado, Jabeur iguala assim a sua melhor campanha em Grand Slam e também se torna a primeira representante árabe, homem ou mulher, a ir tão longe em Wimbledon desde o egípcio Ismail El Shafei em 1974.

A tunisiana de 26 anos e atual número 24 do mundo terá pela frente na competição a belorussa Aryna Sabalenka, que pela primeira vez na carreira conseguiu superar a barreira das oitavas em um Slam. Cabeça de chave 2, ela teve trabalho com a casaque Elena Rybakina e precisou de três sets para vencer com as parciais de 6/3, 4/6 e 6/3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.