Brenton Edwards / AFP
Brenton Edwards / AFP

Ashleigh Barty volta a jogar após quatro meses e vence estreia no WTA de Adelaide

Barty enfrentou a americana Coco Gauff e apresentou seu já conhecido jogo de muitas variações táticas

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2022 | 10h34

Atual número 1 do mundo, a tenista australiana Ashleigh Barty voltou às quadras nesta quarta-feira após ficar sem jogar por quatro meses, desde a disputa do US Open. Em sua estreia no WTA de Adelaide, torneio que serve de preparação para o Aberto da Austrália, a local enfrentou a americana Coco Gauff e apresentou seu já conhecido jogo de muitas variações táticas para vencer de virada por 2 sets a 1 - com parciais de 4/6, 7/5 e 6/1.

Já pelas quartas de final - foi bye na primeira rodada e entrou direto nas oitavas -, a líder do ranking da WTA terá pela frente a vencedora do confronto entre a compatriota Ajla Tomljanovic e a americana Sofia Kenin, que duelrão nesta quinta-feira.

Gauff, em 19.º na lista da WTA, esteve muito perto da vitória, já que além de vencer o primeiro set, também liderava o segundo por 4/2. Se conseguisse, marcaria seu quinto triunfo contra uma Top 10 na carreira. Além disso, completaria uma rodada de surpresas em Adelaide, marcada pelas eliminações da grega Maria Sakkari e da belarussa Aryna Sabalenka.

Esta foi a segunda partida entre Barty e Gauff no circuito profissional, mas a anterior havia sido terminada com uma desistência da australiana por lesão no braço durante o WTA 1000 de Roma, na Itália, do ano passado. Na ocasião, a número 1 do mundo estava até liderando o placar, mas não teve condições de continuar em quadra.

Em Melbourne, outro WTA 250 da semana, a temporada de Simona Halep começou com uma vitória. A experiente romena, ex-líder do ranking e atual 20ª colocada, superou a australiana Destanee Aiava por 6/4 e 6/2. Ela conseguiu quatro quebras ao longo do jogo, duas em cada set, e só perdeu um game de serviço, além de não enfrentar break-points no segundo set.

Halep enfrenta nas oitavas de final a também romena Elena Ruse, 83.ª do ranking, que venceu a australiana Arina Rodionova por 6/3 e 6/2. A ex-número 1 venceu o único duelo anterior, disputado no fim do ano passado.

Outra cabeça de chave a estrear com vitória foi a terceira favorita Veronika Kudermetova. A russa venceu a eslovaca Viktoria Kuzmova por 7/6 (7/4) e 7/6 (8/6). Ela enfrenta a americana Madison Brengle, que bateu a japonesa Nao Hibino por 7/6 (7/3) e 7/6 (7/4). Já a checa Katerina Siniakova, oitava cabeça de chave, perdeu da húngara Anna Bondar por 7/5 e 7/6 (10/8).

BRASIL - Um dia depois de ter sido eliminada na estreia de simples em Melbourne, Beatriz Haddad Maia também não teve vida longa nas duplas. A brasileira e a espanhola Nuria Parrizas Diaz perderam para a romena Irina Begu e a sérvia Nina Stojanovic, cabeças 3 do torneio, por 7/6 (7/4) e 6/4.

Bia Haddad segue em sua preparação para o Aberto da Austrália, que começa em menos de duas semanas, no próximo dia 17, também em Melbourne. Mas antes de disputar o primeiro Grand Slam do ano, a paulista de 25 anos e número 83 do mundo viaja até Sydney, onde disputa o qualificatório do WTA 500 local no próximo final de semana.

Na última terça-feira, a número 1 do Brasil havia disputado uma partida com mais de três horas de duração contra a espanhola Sara Sorribes, 36.ª do mundo, e perdeu com parciais de 6/4, 5/7 e 6/3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.