Glyn Kirk/ AFP
Glyn Kirk/ AFP

Atuais campeões vencem e impedem final de duplas entre brasileiros no ATP Finals

Bruno Soares não foi páreo para a dupla Henri Kontinen e John Peers

Estadao Conteudo

18 Novembro 2017 | 18h50

A chave de duplas do ATP Finals, em Londres, não terá uma final entre tenistas brasileiros. Horas depois de Marcelo Melo, junto com o polonês Lukasz Kubot, avançar à decisão, o mineiro Bruno Soares entrou em quadra na O2 Arena para a sua partida de semifinal. Com o parceiro britânico Jamie Murray, não foram páreo para os atuais campeões Henri Kontinen e John Peers. O finlandês e o australiano venceram por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2) e 6/2.

+ Goffin surpreende, elimina Federer e decide título do ATP Finals

+ Tudo sobre tênis

Neste domingo, a final entre as duas melhores duplas da atualidade será a partir das 13h30 (de Brasília). Em Londres, Henri Kontinen e John Peers são os cabeças de chave número 1, mas na temporada quem lidera, já sem qualquer chance de perder a primeira colocação, são Marcelo Melo e Lukasz Kubot.

Pelas semifinais do ATP Finals, Henri Kontinen e John Peers venceram Bruno Soares e Jamie Murray pela quinta vez consecutiva. O brasileiro e o britânico só venceram o primeiro duelo e daí em diante amargam uma série de derrotas. Só nesta temporada foram três, repetindo as semifinais do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, e do Masters 1000 de Xangai, na China.

Esta foi a terceira vez que Bruno Soares ficou perto de se classificar à decisão do ATP Finals. Ele tambpem deixou escapar a chance em 2013, ao lado do austríaco Alexander Peya, seu antigo parceiro, e no ano passado já com Jamie Murray.

Em quadra, o equilíbrio se fez presente no primeiro set. Cada dupla teve apenas uma chance de quebra de saque: a de Bruno Soares desperdiçou break-point no terceiro game e depois se salvou de quatro set points com Jamie Murray no serviço e grande trabalho junto à rede. Mas o tie-break foi ruim para a parceria do brasileiro. Henri Kontinen e John Peers devolveram melhor, saltaram para 5 a 2 e fecharam em 7/2.

No segundo set, Jamie Murray perdeu o seu serviço logo no primeiro game, o que foi fatal. Henri Kontinen e John Peers fizeram uma parcial perfeita, sem dar qualquer chance aos rivais, e avançaram à final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.