Karsten Moran/The New York Times
Karsten Moran/The New York Times

Atual campeã, Osaka é derrotada por Bencic e cai nas oitavas do US Open

Japonesa perde para tenista suíça por 2 sets a 0 e vai perder a liderança do ranking mundial

Redação, Estadao Conteudo

02 de setembro de 2019 | 16h03

Atual campeã do US Open, a japonesa Naomi Osaka não conseguiu justificar a condição de líder do ranking mundial nesta segunda-feira ao ser derrotada pela suíça Belinda Bencic por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4, e acabar eliminada nas oitavas de final desta edição do Grand Slam realizado em Nova York.

Com a derrota, a tenista do Japão não defendeu todos os pontos que somou em sua campanha vitoriosa do ano passado e com isso perderá a liderança do ranking mundial para a australiana Ashleigh Barty, hoje número 2 da WTA, que também foi eliminada nas oitavas de final do US Open, no último domingo. Na próxima atualização da listagem, que ocorrerá na segunda-feira, Osaka ainda deverá ser ultrapassada pela checa Karolina Pliskova, terceira colocada, agora prestes a assumir a vice-liderança, apesar do fato de ter sido outra tenista despachada nas oitavas nos Estados Unidos no domingo.

Exibindo uma proteção em seu joelho esquerdo, a japonesa chegou a solicitar atendimento durante o segundo set do confronto desta segunda-feira, que foi finalizado com o teto da quadra central da competição fechado, tendo em vista o dia chuvoso em Nova York.

Aparentemente sem poder contar com as suas melhores condições físicas, Osaka quebrou o saque de Bencic, hoje a 12ª colocada do ranking da WTA, por apenas uma vez, na única oportunidade de quebra cedida pela suíça em todo o confronto. E a japonesa ainda viu a sua adversária converter de três de sete break points para encaminhar o seu triunfo em sets diretos, após 1h27min.

Com 82% de aproveitamento dos pontos que disputou com o seu primeiro serviço, Bencic também contabilizou 29 bolas vencedoras, contra 26 winners de Osaka, que cometeu 21 erros não forçados, enquanto a sua oponente acumulou apenas 12.

Com a vitória sobre a japonesa, a suíça avançou para encarar nas quartas de final do US Open a croata Donna Vekic, 23ª cabeça de chave, que no outro único duelo já finalizado nesta segunda-feira na chave feminina de simples superou a alemã Julia Goerges, de virada, com parciais de 6/7 (5/7), 7/5 e 6/3.

E Osaka se tornou mais uma cabeça de chave número 1 a dar adeus ao US Open em apenas dois dias. Na noite do último domingo, pelas oitavas de final da chave masculina, o sérvio Novak Djokovic, líder do ranking da ATP, desistiu da partida que fazia com o suíço Stan Wawrinka no terceiro set por causa de fortes dores em seu ombro esquerdo. Antes disso, ele foi derrotado pelo adversário nas duas primeiras parciais.

E Bencic comemorou bastante o expressivo triunfo sobre Osaka. "Eu estava muito empolgada para vir à quadra. O desafio não podia ser maior do que contra Naomi", ressaltou a suíça, que também festejou o seu bom desempenho. "Estou muito satisfeita com a forma com que joguei e por como eu controlei meus nervos no fim", completou a tenista, que agora igualou a sua melhor campanha em uma Grand Slam - em 2014, ela também avançou às quartas de final do US Open.

Essa foi a terceira vitória da suíça em quatro jogos com Osaka, que havia sido superada pela rival em outros dois confrontos neste ano, em Madri e em Indian Wells. Antes disso, em 2013, a japonesa derrotou a oponente em Pelham, nos EUA, no primeiro embate entre as duas no circuito profissional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.