Facundo Arrizabalaga/EFE
Facundo Arrizabalaga/EFE

Atual campeão, Djokovic vence na estreia em Wimbledon

Sérvio leva mais de duas horas para despachar Kohlschreiber

Estadão Conteúdo

29 de junho de 2015 | 12h04

Não foi uma estreia fácil, mas o sérvio Novak Djokovic avançou sem grandes sustos na estreia em Wimbledon. Responsável por abrir os trabalhos na quadra central do All England Club em 2015, honraria destinada ao atual campeão da chave masculina do Grand Slam londrino, o número 1 do mundo derrotou nesta segunda-feira o alemão Philipp Kohlschreiber, 33º colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com um triplo 6/4, em 2 horas e 2 minutos.

Além do título em 2014, Djokovic também foi campeão em 2011 em Wimbledon. O duelo desta segunda foi a primeira partida oficial do sérvio em quadras de grama nesta temporada. E o número 1 do mundo, que foi finalista em Roland Garros, ampliou a sua vantagem no confronto direto com Kohlschreiber para 7 a 1. Agora, ele terá pela frente o vencedor da partida entre o australiano Lleyton Hewitt, campeão de Wimbledon em 2002, e o finlandês Jarkko Nieminen.

Nesta segunda, Djokovic não teve uma grande atuação, oscilando em alguns momentos, tanto que cometeu 20 erros não-forçados, dois a mais do que Kohlschreiber -, mas compensou com um número maior de winners - 34 a 23 - e de aces - 11 a 5.

Djokovic iniciou o jogo com uma quebra de saque no segundo game, que acabou sendo devolvida por Kohlschreiber no terceiro. O sérvio, então, só foi definir a sua vitória no décimo game, quando converteu mais um break point. A situação se repetiu no segundo set, com Djokovic conseguindo a única quebra de serviço no décimo game, para vencer novamente por 6/4.

O terceiro set foi mais semelhante ao primeiro. Djokovic conseguiu a primeira quebra de saque no quarto game, abrindo 3/1, mas perdeu o seu saque em seguida. Mais uma vez, então, se impôs no serviço de Kohlschreiber no décimo game para triunfar de novo por 6/4, vencendo o jogo por 3 sets a 0.

OUTROS JOGOS

Atual campeão do US Open, o croata Marin Cilic avançou sem grandes problemas na sua estreia. O número 9 do mundo derrotou o japonês Hiroki Moriya, 174º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 7/6 (7/4), em 1 hora e 29 minutos.

Cilic terminou o duelo com 39 winners e 26 erros não-forçados, contra 12 bolas vencedoras e 12 equívocos do japonês. Na segunda rodada, seu adversário será o lituano Ricardas Berankis, número 89 do mundo, que liderava a sua estreia por 6/2 e 5/2 quando o austríaco Andreas Haider-Maurer abandonou a quadra, lesionado.

Surpresa da última edição de Wimbledon ao eliminar o espanhol Rafael Nadal e avançar até as quartas de final, o australiano Nick Kyrgios estreou com vitória em 2015. O número 29 do mundo bateu o argentino Diego Schwartzman, 63º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/0 6/2 7/6 (8/6).

Número 15 do mundo, o belga David Goffin derrotou o argentino Horacio Zeballos, 128º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4), 6/1 e 6/1. Seu próximo oponente será o britânico Liam Broady (181º), que bateu o australiano Marinko Matosevic (5/7, 4/6, 6/3, 6/2 e 6/3).

O norte-americano John Isner, número 17 do mundo, venceu o japonês Go Soeda, 90º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5), 6/4 e 6/4. Já o austríaco Dominic Thiem (30º) superou o israelense Dudi Sela (2/6, 6/3, 6/4 e 6/4).

O argentino Leonardo Mayer (21º colocado no ranking) bateu o australiano Thanasi Kokkinakis, Austrália (7/6, 7/6 e 6/4) e vai duelar na segunda rodada com o espanhol Marcel Granollers (70º), que eliminou o sérvio Janko Tipsarevic (6/3, 6/4 e 6/2) na estreia em Wimbledon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.