Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Atual campeão, Nadal mira título no Rio Open para recuperar ritmo

Número 3 do mundo não teve bom desempenho em Doha e no Aberto da Austrália e precisa defender seus pontos no Brasil 

RONALD LINCOLN JR., O Estado de S. Paulo

13 de fevereiro de 2015 | 16h17

Depois das baixas sofridas em janeiro, o tenista Rafael Nadal espera encontrar no Rio Open o ritmo para retomar a boa fase. O espanhol concedeu entrevista no Jockey Club, local do torneio, nesta sexta-feira, e, além das expectativas sobre a competição, comentou sobre sua estreia no carnaval da Sapucaí.

Nadal foi eliminado logo na estreia no ATP 250 de Doha, no Catar, e nas quartas de final do Aberto da Austrália em janeiro, em seu retorno às quadras. Ele ficou afastado do circuito por dois meses para se recuperar de uma cirurgia de remoção do apêndice.

Campeão da primeira edição do Rio Open, no ano passado, ele espera que a cidade volte a trazer sorte em sua carreira. "Não gostei de ser eliminado nas quartas de final na Austrália, nem de perder na estreia em Doha. Estou voltando de uma lesão e trabalho para retomar o ritmo em que estava antes", contou Nadal.

Ele aposta no saibro para manter seu retorno gradual ao circuito - Nadal vem preferido torneios na terra batida para evitar pressão sobre os problemas crônicos no joelho esquerdo. "Vai ser bom para mim. Preciso jogar partidas menos agressivas para o meu corpo."

Além dos adversários, ele vai precisar superar outro rival: as altas temperaturas da capital fluminense. "O calor afeta muito. É complicado jogar nestas condições. Vou fazer o melhor possível e tentar sobreviver", brincou.

Durante a competição em 2014, ele aproveitou para conhecer pontos turísticos do Rio, como o Cristo Redentor e o Maracanã. Desta vez, o tenista promete desfilar na Sapucaí pela Viradouro, escola de samba da cidade de Niterói, na noite de domingo.

"O desfile é um compromisso que meus patrocinadores propuseram. Mas, vai ser algo único. Nós vemos o carnaval como um dos eventos mais especiais do mundo. E não faço ideia da minha fantasia", comentou, sorrindo. "Creio que estar no desfile não vai me atrapalhar, nem beneficiar na competição. O importante é treinar bem. Me sinto bem fisicamente."

O espanhol, nove vezes campeão de Roland Garros, estreia no Rio Open na próxima terça-feira. Seu adversário será definido em sorteio a ser realizado neste sábado. "Estou pronto para jogar. Espero um clima difícil, adversários perigosos. Vai ser um grande desafio", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRio OpenRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.