Austrália reforça segurança na Davis

Num clima de tensão e com forte esquema de segurança, a equipe da Austrália chegou nesta quinta-feira a Buenos Aires para enfrentar a Argentina pela primeira rodada do Grupo Mundial da Davis, de 8 a 10 de fevereiro. O medo dos australianos é fruto da crise social no país.O time australiano liderado pelo técnico John Fitzgerald, com Andrew Ilie, Scott Draper e Wayne Arthurs, contou com seis carros de segurança, na escolta do aeroporto até o hotel, no charmoso bairro da Recoleta, em Buenos Aires. Os principais jogadores australianos estão fora da equipe, como Lleyton Hewitt, Patrick Rafter e Mark Philippoussis.Mesmo assim, o técnico da equipe argentina, Carlos Gattiker, que contará com Guillermo Cañas, Gaston Gaudio, Juan Ignacio Chela e Lucas Arnold, confessou estar preocupado com o confronto, dizendo que nada será fácil para seu time.Enquanto isso, o porta-voz da equipe da Austrália, John Lindsay, tentou apagar a má impressão deixada de início. "Ficamos assustados com o que vimos pela televisão, com a crise na Argentina, mas agora estamos bem mais tranqüilos."

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2002 | 17h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.