Andrew Boyers/Reuters
Andrew Boyers/Reuters

Austrália surpreende a República Checa e britânicos tiram os EUA

Campeões de 2012 e 2013 vão ter de disputar o Grupo Mundial

Estadão Conteúdo

08 Março 2015 | 14h09

Campeã em 2012 e 2013 e semifinalista no ano passado, a República Checa vai ter que jogar a repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. Os checos foram surpreendidos em Ostrava pela zebra Austrália, que avançou às quartas de final depois de fazer 3 a 1. Os australianos estão apenas na 15.ª colocação do ranking mundial, liderado pelos checos.

Desde 2006 a Austrália não ganhava um confronto do Grupo Mundial. A equipe ficou de 2008 a 2013 no Zonal Ásia/Oceania e só no ano passado conseguiu voltar à elite. Na ocasião, entretanto, perdeu da França na primeira rodada. Agora, pela primeira vez desde 1999, os australianos tiveram que se virar sem Lleyton Hewitt, que só jogou duplas.

A zebra começou a aparecer na sexta-feira, quando Thanasi Kokkinakis, número 133 do mundo, passou por Lukas Rosol, o 31.º do ranking. Em seguida, Bernard Tomic ganhou de Jiri Vesely. No sábado, a República Checa descontou nas duplas.

Neste domingo, Rosol e Tomic (o 38.º do mundo) fizeram um duelo equilibrado. Tomic, entretanto, foi melhor nos momentos decisivos, conseguindo três quebras nos quatro break points obtidos. O checo, no mesmo número de oportunidades, só foi eficiente em uma. Vitória do australiano, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4), 6/3 e 7/6 (7/5).

GRÃ-BRETANHA VENCE

O duelo entre Grã-Bretanha e Estados Unidos, dois dos países mais tradicionais do tênis, foi vencido pelos britânicos, em Glasgow, na Escócia. O confronto foi decidido no quarto jogo, no qual Andy Murray ganhou do John Isner por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7/4), 6/3 e 7/6 (7/4).

Acabou sendo decisivo para o confronto a inesperada vitória de James Ward (111.º do mundo) sobre Isner (o 20.º), na sexta-feira. Na conta dos americanos estavam duas vitórias sobre Ward e o ponto dos irmãos Bryan nas duplas.

DECIDIDOS

Dois confrontos já abriram o domingo definidos. Em Frankfurt, a Alemanha venceu dois jogos e fechou bem a derrota por 3 a 2 para a França. Philipp Kohlschreiber ganhou de Gilles Simon e Jan-Lennard Struff passou por Nicolas Mahut. Vale lembrar que esses jogos são em melhor de três sets.

Já a Sérvia atropelou a Croácia no clássico de Sarajevo, fechando o confronto em 5 a 0. Com Novak Djokovic poupado, Filip Krajinovic ganhou de Franko Skugor e Viktor Troicki venceu Mate Delic.

Na próxima rodada, França e Grã-Bretanha se enfrentam, com mando britânico. A Austrália recebe o Casaquistão (que eliminou a Itália), enquanto a Sérvia espera o vencedor de Brasil x Argentina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.