John French|Reuters
John French|Reuters

Autoridades ouvem tenistas por suspeita de manipulação

Jogo de duplas mistas recebeu número incomum de apostas

Estadão Conteúdo

25 Janeiro 2016 | 11h11

Jogadores envolvidos em uma partida de duplas mistas do Aberto da Austrália revelaram nesta segunda-feira que foram questionados pela Unidade de Integridade do Tênis (TIU, na sigla em inglês) depois que um jornal informou que um confronto tinha atraído padrões suspeitos de apostas.

De acordo com o New York Times, o site de apostas Pinnacle Sports disse que tinha recebido um nível incomum de apostas para a vitória de Lukasz Kubot e Andrea Hlavackova contra David Marrero e Lara Arruabarrena, fazendo com que ele suspendesse as apostas antes do duelo no último domingo.

Todos os jogadores identificados pelo jornal rejeitaram qualquer possibilidade de manipulação da partida, que foi vencida por Kubot e Hlavackova por 6/0 e 6/3. Kubot disse nesta segunda-feira que a TIU questionou Hlavackova e ele sobre a partida, sem oferecer mais detalhes. Ele acrescentou, porém, que não notou nada de anormal na quadra. "Nós demos 100% na partida", assim como os adversários "tentaram dar 100%".

"Não é muito confortável pensar que nós não ganhamos o jogo por nossos méritos", disse Hlavackova. "Nós jogamos o nosso melhor, fomos muito bem e ganhamos. Então é um pouco desconfortável ser questionado se havia alguém não jogando 100% ou algo assim". Marrero e Arruabarrena rejeitaram as acusações em uma entrevista ao jornal, com o tenista citando que uma lesão no joelho atrapalhou a dupla.

O tênis está sob intenso escrutínio após a BBC e o BuzzFeed News publicarem matérias na última segunda-feira dizendo que as autoridades esportivas têm ignorado amplas evidências de manipulação de resultados envolvendo 16 jogadores que estiveram no Top 50 ao longo da última década. Os meios de comunicação não revelaram o nome de qualquer jogador envolvido, mas disseram que metade deles estaria competindo no Aberto da Austrália.

Autoridades de tênis imediatamente rejeitaram a afirmação de que haviam minimizado indícios de manipulação de resultados ou de que não investigaram exaustivamente os casos suspeitos.

Mais conteúdo sobre:
Tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.