Reuters
Reuters

Azarenka desiste de Auckland e vira dúvida para o Aberto da Austrália

Bielo-russa alegou 'razões pessoais' para rejeitar o convite do torneio

Estadao Conteudo

25 Dezembro 2017 | 09h54

A tenista bielo-russa Victoria Azarenka virou dúvida para disputar o Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada, em janeiro, ao desistir de competir em Auckland, torneio neozelandês que serve de preparação para o primeiro grande evento de 2018. A competição na Nova Zelândia terá início no dia 1º.

+ Bellucci vai se aperfeiçoar nos EUA para se recolocar entre os melhores

De acordo com os organizadores, a ex-número 1 do mundo alegou "razões pessoais" para rejeitar o convite do torneio. Azarenka vive disputa judicial com o pai do seu filho, Leo, nos últimos meses. Por decisão da Justiça, obtida pelo pai da criança, ela não pode deixar o estado da Califórnia, nos Estados Unidos, na companhia do filho.

A questão judicial vem impedindo o retorno efetivo da tenista ao circuito. Ela deu à luz em dezembro do ano passado e perdeu a primeira metade da temporada 2017. Na sua volta, disputou apenas dois torneios, sendo um deles Wimbledon. Mas logo o problema com a guarda do filho a afastou das quadras.

Por causa do imbróglio, ela desistir de disputar o US Open e a final da Fed Cup. Seu retorno era esperado em Auckland, em preparação para o Aberto da Austrália, onde também ganhou convite.

"Há obviamente uma questão em jogo e infelizmente a consequência é que Victoria não estará aqui na próxima semana. Foi uma decisão difícil para ela. Ela vem treinando duro e é uma tenista profissional que quer jogar tênis", declarou Karl Budge, diretor do torneio neozelandês.

Mais conteúdo sobre:
tênis Victoria Azarenka

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.