EFE/Made Nagi
EFE/Made Nagi

Bellucci admite que 'baixou intensidade' em derrota para Ferrer

Brasileiro está eliminado do primeiro Grand Slam da temporada; partida marcou o inicio da parceria com treinador João Zwetsch

Estadão Conteúdo

20 de janeiro de 2015 | 14h05

Thomaz Bellucci admitiu que deixou cair o nível do seu jogo na derrota para o espanhol David Ferrer, nesta terça-feira, em sua estreia no Aberto da Austrália. Após chegar a vencer o primeiro set por 7/6 (7/2), o tenista brasileiro foi arrasado nas parciais seguintes por 6/2, 6/0 e 6/3 e acabou eliminado do primeiro Grand Slam da temporada.

"Comecei jogando muito bem. Até metade do segundo set eu estava melhor do que ele, senti que ele não estava confortável em quadra. Depois disso, comecei a encurtar a bola e baixei a intensidade, ele começou a gostar do jogo e não errou praticamente nenhuma bola", lamentou Bellucci, que agora voltará a São Paulo para se preparar para o Torneio de Quito, seu próximo desafio no circuito profissional.

O jogo de Bellucci diante de Ferrer também marcou o início de uma nova parceria com João Zwetsch, capitão do Brasil na Copa Davis, que volta a treinar o tenista número 1 do País após comandá-lo anteriormente entre 2008 e 2010. E o treinador exibiu empolgação com o desempenho do seu pupilo nesta estreia na qual Ferrer, atual décimo colocado do ranking mundial, jogou como franco favorito.

"O Thomaz jogou um set e meio em um nível muito alto, o que é sempre uma perspectiva interessante. Vamos trabalhar bastante a parte mental nesse recomeço do nosso trabalho e alinhar algumas coisas de rotinas. A expectativa é que nos próximos torneios a gente consiga ir cada vez mais evoluindo e o Thomaz consiga estabelecer esse nível alto que ele jogou hoje (durante um set e meio) num tempo maior dentro dos jogos, que é o que vai nos dar os resultados que estamos buscando", projetou.

Eles começaram a trabalhar juntos novamente em Melbourne, palco do Aberto da Austrália, já com calendário de torneios traçado até o final de março. Depois do Grand Slam, Bellucci definiu que irá jogar em fevereiro o ATP 250 de Quito, o Brasil Open, o Rio Open e o ATP 250 de Buenos Aires, antes de em março jogar o Masters 1000 de Indian Wells e o Masters 1000 de Miami, ambos com duração de quase duas semanas cada um nos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.