Bellucci destaca superação em vitória na estreia

Depois de estrear no Aberto da Austrália com uma vitória por 3 sets a 2 sobre o compatriota Ricardo Mello, o brasileiro Thomaz Bellucci festejou o que considerou um momento de superação diante do rival, apesar de ter entrado em quadra como favorito. O tenista número 1 do País e atual 30 do mundo precisou de 3 horas e 57 minutos para superar o 77.º colocado do ranking da ATP.

AE, Agência Estado

18 de janeiro de 2011 | 15h21

"Me superei, principalmente na parte mental. Fui buscar as minhas bolas e venci. Foi um bom teste de quase quatro horas em um Grand Slam", afirmou Bellucci, que admitiu que sofreu uma queda de rendimento em sua parte física depois de abrir 2 sets a 0 no placar.

"O jogo começou bastante nervoso, mas acabei aproveitando melhor as oportunidades e fechei os dois primeiros sets. No terceiro set, minha energia caiu um pouco e o Ricardinho cresceu no jogo. No quinto set, nós dois jogamos bem, mas consegui terminar o jogo sendo mais agressivo", festejou.

O técnico de Bellucci, Larri Passos, considerou natural o fato de o seu pupilo ter sofrido para confirmar o seu favoritismo. "É normal, depois de dois sets, a energia do jogador cair. O mais importante é que o Thomaz terminou bem o jogo e teve iniciativa para vencer", ressaltou.

Após a vitória sobre Mello, Bellucci irá encarar na segunda rodada o checo Jan Hernych, 241.º do mundo, que na estreia surpreendeu o usbeque Denis Istomin, o 41.º da ATP, por 3 sets a 1. Será o primeiro duelo entre os dois tenistas e Larri Passos falou sobre as características do rival do brasileiro. "Ele joga reto, tem boa paralela de esquerda, mas, com certeza, o Thomaz vai jogar mais solto", aposta.

Já Ricardo Mello lamentou o fato de que contou com chances de bater Bellucci em sua estreia, mas não conseguiu aproveitá-las. "Se eu tivesse ganhado um dos dois primeiros sets, eu teria tido mais chance de vencer. Tive várias oportunidades, tive break-points na frente nos dois primeiros sets e acabei perdendo por 7/5", disse.

Mello, porém, reconheceu que Bellucci foi superior na última parcial, que acabou decidindo o confronto. "Consegui virar o jogo no set seguinte, empatei a partida, mas no quinto set o Thomaz sacou bem o tempo todo e acabou me pressionando até o game o oitavo game, quando ele conseguiu a quebra", reforçou.

Eliminado em Melbourne, Mello voltará a jogar um torneio a partir do próximo dia 31, quando começará a disputar o ATP de Santiago. A competição irá anteceder o Brasil Open, que será iniciado no dia 7 de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.