Francis R. Malasig/EFE
Francis R. Malasig/EFE

Bellucci é derrotado por Roddick e dá adeus na Austrália

Tenista brasileiro perde para sétimo cabeça de chave por 3 sets a 0 e é eliminado na segunda rodada

AE, Agencia Estado

20 de janeiro de 2010 | 08h55

O brasileiro Thomaz Bellucci deu adeus ao Aberto da Austrália na madrugada desta quarta-feira (no horário de Brasília) ao ser derrotado pelo norte-americano Andy Roddick por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 6/4, em duas horas e 11 minutos de confronto.

Com o resultado amargado contra o sétimo cabeça de chave em Melbourne, Bellucci fracassou na tentativa de avançar à terceira rodada no primeiro Grand Slam do ano, depois de ter superado o russo Teimuraz Gabashvili em sua estreia na competição.

Já Roddick, sétimo colocado do ranking da ATP, jogará por uma vaga nas oitavas de final em confronto com o espanhol Feliciano Lopez, que nesta quarta-feira bateu o alemão Rainer Schuettler por 3 sets a 1, com 6/3, 2/6, 6/3 e 6/2.

A derrota de Bellucci para Roddick manteve também um tabu contra o brasileiro. Foi a quarta vez que ele enfrentou um jogador classificado entre os dez mais bem colocados do ranking mundial, e foi a quarta vez em que acabou superado. As derrotas anteriores aconteceram diante de Rafael Nadal, em 2008, e de Fernando Verdasco e Gilles Simon, no ano passado.

Bellucci, que também viu frustrada a tentativa de entrar no grupo dos 30 mais bem colocados do ranking com a derrota para Roddick, chegou a salvar quatro break points no quarto game do primeiro set e equilibrou o confronto com o rival, favorito na quadra dura de Melbourne. Porém, o norte-americano quebrou o saque do brasileiro no oitavo game e depois usou o seu serviço para fazer 6/3.

No segundo set, Bellucci acabou tendo o saque quebrado logo no primeiro game e ainda voltou a ser superado com o serviço na mão no sétimo. E, apesar de ter obtido uma quebra de saque, não conseguiu evitar a derrota de 6/4 em nova parcial.

No terceiro set, Bellucci chegou a ter três break points a seu favor no sexto game, mas desperdiçou a oportunidade de quebrar o saque de Roddick, que contou com uma dupla falta do brasileiro no sétimo game para abrir vantagem no placar e finalizar a partida em seguida com novo 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.