Bellucci e Feijão ganham posições no ranking da ATP

Número 1 do Brasil ganha oito posições e alcança o 83º posto, mesmo depois de ser eliminado em Nova York

Estadão Conteúdo

08 Setembro 2014 | 15h49

Mesmo com apenas uma vitória no US Open, Thomaz Bellucci obteve boa subida no ranking da ATP, atualizado nesta segunda-feira. O número 1 do Brasil ganhou oito posições e alcançou o 83º posto, depois de ser eliminado em Nova York na segunda rodada pelo suíço Stan Wawrinka, atual número quatro do mundo.

Além de Bellucci, o brasileiro João Souza, o Feijão, teve bom crescimento na lista. Apesar da derrota na final do Challenger de Medellín, na Colômbia, ele ascendeu 10 colocações e ficou muito perto do Top 100. Ele aparece agora no 103º lugar, bem à frente dos demais tenistas do Brasil.

O crescimento reforça a polêmica na equipe brasileira da Copa Davis. Na semana passada, Feijão foi preterido pelo capitão do Brasil, João Zwetsch, apesar de viver boa fase no circuito e de apresentar melhor colocação que os convocados. Guilherme Clezar, treinado por Zwetsch, ocupa o 189º lugar, enquanto Rogério Dutra Silva é o 201º.

Em relação à última atualização do ranking, Clezar ganhou uma posição. Já Dutra Silva caiu 39 colocações. Os dois foram convocados para defender o Brasil no duelo com a Espanha, pelos playoffs da Copa Davis, no fim de semana - o vencedor do confronto, em São Paulo, entra no Grupo Mundial.

Entre os líderes do ranking, o sérvio Novak Djokovic manteve a boa vantagem na ponta, com 12.290 pontos, apesar de não defender os pontos da final do US Open do ano passado. O espanhol Rafael Nadal, com 8.670, segue em segundo, mas agora ameaçado pelo suíço Roger Federer. Apenas 640 pontos separam os dois rivais.

A nova atração do Top 10 é o retorno do japonês Kei Nishikori. Mesmo antes de disputar a final do US Open, nesta segunda-feira, ele subiu três posições, para o 8º lugar, sua melhor colocação na lista da ATP. O croata Marin Cilic, outro finalista do Grand Slam norte-americano, trocou o 16º posto pelo 12º.

Os dois finalistas, contudo, podem subir ainda mais no ranking depois da decisão do US Open. O futuro campeão deve ganhar mais algumas posições na lista que será atualizada nesta terça, depois da final, marcada para as 18 horas (de Brasília) desta segunda-feira.

O Top 10, antes da decisão, tem ainda o espanhol David Ferrer (5º), o checo Tomas Berdych (6º), o canadense Milos Raonic (7º), o búlgaro Grigor Dimitrov (9º) e o escocês Andy Murray (10º).

Mais conteúdo sobre:
tênis ranking ATP Bellucci

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.