Gerry Penny/EFE
Gerry Penny/EFE

Bellucci explica eliminação em Wimbledon: 'Não imprimi bom volume de jogo'

Brasileiro caiu na primeira rodada para o jovem austríaco Sebastian Ofner

Estadão Conteúdo

04 de julho de 2017 | 18h02

Pela quinta vez nas últimas seis edições que participou, o tenista brasileiro Thomaz Bellucci caiu logo na estreia de Wimbledon, o terceiro Grand Slam da temporada. Repetindo as atuações irregulares na grama de Londres nos últimos anos, o tenista número 1 do Brasil e 55 do mundo foi eliminado nesta terça-feira pelo jovem austríaco Sebastian Ofner, atual 217.º do ranking da ATP, por 3 sets a 0.

Na Inglaterra, Thomaz Bellucci jogou apenas duas partidas na temporada de grama, pois também caiu na estreia do ATP 250 de Eastbourne, na semana passada. Isso sem ter um técnico, já que antes da viagem anunciou o rompimento com João Zwetsch, capitão do Brasil na Copa Davis.

No duelo desta terça-feira, o brasileiro lamentou a pouca eficiência mostrada em quadra contra Sebastian Ofner, passou pelo qualifying e disputa um Grand Slam pela primeira vez, até mesmo na fase qualificatória. "Não consegui imprimir um bom volume de jogo e também não saquei bem, fundamental para esse tipo de piso. Poderia ter me mantido com mais solidez, mas não apresentei muito perigo a ele (Ofner), que jogou mais solto", disse Thomaz Bellucci.

O brasileiro volta à quadra nesta quarta-feira para estrear na chave de duplas ao lado do paulista Rogério Dutra Silva. Eles enfrentam a parceria formada pelo francês Fabrice Martin e o canadense Daniel Nestor, cabeça de chave 13.

Outros brasileiros também jogarão nesta quarta-feira. Destaque para o casal de namorados Beatriz Haddad Maia e Thiago Monteiro. Cada um jogará pela segunda rodada de sua chave de simples. Bia fechará a programação da quadra 1, a segunda de maior importância do complexo de Wimbledon, contra a romena Simona Halep, cabeça de chave número 2. Thiago fará o segundo jogo da quadra 14 contra o russo Karen Kachanov, 30.º pré-classificado.

Na chave de duplas, além de Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva, outros dois brasileiros farão suas estreias. Favorito ao título ao lado do polonês Lukasz Kubot, Marcelo Melo terá pela frente a parceira formada pelos holandeses Wesley Koolhof e Matwe Middelkoop. "Estamos vindo de dois títulos e ótimas vitórias na grama, que nos deram muita confiança. Isso chama a atenção para nós, mas não considero que vamos começar o torneio como favoritos. A chave de Wimbledon tem duplas bem perigosas em pisos rápidos como a grama, que estão também jogando muito bem. Importante é manter a calma, o foco, como fizemos antes dessas conquistas, evoluindo passo a passo", explicou.

André Sá, ao lado do israelense Dudi Sela, jogará nesta quarta-feira contra a dupla formada pelo norte-americano Nicholas Monroe e pelo neozelandês Artem Sitak.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.