Ian Langsdon/EFE
Ian Langsdon/EFE

Bellucci ganha convite para disputar o qualifying do Rio Open

Ex-número 1 do País precisará ganhar dois jogos para entrar na chave principal

Redação, Estadão Conteúdo

04 Fevereiro 2019 | 13h18

Thomaz Bellucci recebeu o segundo convite para a disputa do qualifying do Rio Open, que será disputado entre os dias 16 e 17 de fevereiro. O ex-número 1 do País precisará ganhar dois jogos para entrar na chave principal, que será realizada do dia 18 a 24 no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro.

"Queria agradecer o Lui Carvalho [Luiz Carvalho, diretor do torneio] e o Rio Open, por me dar mais uma oportunidade de jogar o Rio Open, um torneio muito especial pra mim, onde já tive grandes resultados e vai ser bem importante nessa minha busca para voltar a estar entre os melhores", declarou Bellucci, atual 221º do ranking.

Em má fase, o tenista vai disputar o quali do Rio Open pela primeira vez. Bellucci, que disputou todas as edições da competição até agora, tem como melhor resultado as quartas de final, em 2014, logo na primeira edição do torneio. No ano passado, ele caiu logo na estreia, diante do italiano Fabio Fognini, um dos favoritos.

Seu melhor momento aconteceu em 2017, quando eliminou o japonês Kei Nishikori, então número cinco do mundo, logo na primeira rodada. "O Bellucci faz parte da história do Rio Open. Ele é um de três brasileiros a ter chegado nas quartas de final de simples além de ter vencido um Top 10. Torço para que com a ajuda da torcida brasileira ele coloque em quadra tudo o que sabe e consiga dar mais uma volta por cima na carreira", afirmou Luiz Carvalho, diretor da competição.

O primeiro convite para o qualifying foi concedido ao jovem Mateus Alves, integrante do Time Guga, na semana passada. Outro brasileiro confirmado na chave qualificatório é Rogério Dutra Silva, que entrou pelo ranking. A organização ainda tem mais um convite a fazer para o quali.

Na chave principal, estão garantidos os brasileiros Thiago Monteiro e Thiago Wild. O primeiro recebeu convite e o segundo obteve a vaga ao vencer a seletiva juvenil só com brasileiros, a chamada Maria Esther Bueno Cup, disputada em dezembro. Nas duplas, Bruno Soares e Marcelo Melo estão confirmados, com seus respectivos parceiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.