Bellucci não resiste a Rafael Nadal e está fora de Roland Garros

Brasileiro manteve o equilíbrio do jogo até o segundo set, mas foi superado por parciais de 7/5, 6/3 e 6/1

EFE

28 de maio de 2008 | 11h38

O paulista Thomaz Bellucci foi derrotado nesta quarta-feira pelo espanhol Rafael Nadal por parciais de 7/5, 6/3 e 6/1, pela primeira rodada do torneio de tênis de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada. A partida tinha começado nessa terça, mas teve de ser interrompida após nove minutos de jogo, quando o placar era de 1 a 1, por conta da chuva. Na retomada da partida, o brasileiro surpreendeu e quebrou o saque de Nadal logo no primeiro game, ficando com 2 a 1. Mas o espanhol conseguiu devolver, empatando. A partir daí, a partida ficou equilibrada até o 12.º game, quando Bellucci teve três chances de fechar e desperdiçou todas, deixando que Nadal quebrasse e fechasse por 7 a 5. No segundo set, o paulista manteve o equilíbrio até o oitavo game, quando teve o serviço quebrado e permitiu que o número dois do mundo abrisse 5 a 3. Em seguida, o espanhol sacou e fechou em 6 a 3, abrindo 2 a 0 na partida. Bellucci começou mal o terceiro set, tendo seu saque quebrado logo no primeiro game. Aproveitando os muitos erros do brasileiro, que já não tinha o mesmo ritmo das parciais anteriores, Nadal abriu 4 a 0. Na seqüência, o brasileiro fez o seu. Com isso, bastou ao espanhol aproveitar seu saque e quebrar novamente o do brasileiro para fechar por 6 a 1, confirmando a vitória por 3 a 0. Esta foi a primeira vez que o brasileiro, de apenas 20 anos, enfrentou um tenista entre os 20 do mundo. Bellucci ocupa atualmente a 76.ª posição do Ranking de Entradas da ATP e é o melhor do Brasil na lista. Este ano, ele venceu quatro torneios da série Challenger, sendo três em seqüência: Florianópolis, Túnis (Tunísia) e Rabat (Marrocos). O próximo adversário do espanhol no caminho para o tetra de Roland Garros é o francês Nicolas Devilder, que passou pelo australiano Chris Guccione por parciais de 6/4, 6/1 e 6/4. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.