Bellucci perde de Gasquet e dá adeus a Roland Garros

O brasileiro Thomaz Bellucci foi derrotado pelo francês Richard Gasquet por 3 sets a 1, com parciais de 6/2, 6/3, 3/6 e 6/3, e deu adeus a Roland Garros nesta sexta-feira. O tenista número 1 do Brasil lutava para ao menos chegar às oitavas de final, fase em que poderia ter pela frente o vencedor do confronto entre Novak Djokovic e o argentino Juan Martín del Potro, mas acabou sucumbindo diante do rival da casa, que contou com forte apoio da torcida na quadra Suzanne Lenglen.

AE, Agência Estado

27 de maio de 2011 | 15h18

Com a derrota, Bellucci também fracassou na tentativa de repetir a boa campanha do ano passado, quando avançou às oitavas de final. Já Gasquet festejou como se fosse um título a passagem à próxima fase, já que nunca havia passado da terceira rodada em Roland Garros. Após o ponto final, ele se jogou no chão para comemorar.

Bellucci perdeu para Gasquet nesta sexta em seu primeiro confronto com o rival, que agora espera pela definição do vencedor entre Djokovic e Del Potro, no duelo que fecha a programação da chave de simples masculina do dia no Grand Slam.

A derrota para Gasquet, atual 16.º colocado do ranking mundial, também foi amarga para o brasileiro pelo fato de que ele não conseguiu defender os pontos conquistados por ter avançado às oitavas de final no ano passado. Com isso, ele deverá cair mais três posições no ranking da ATP, no qual hoje ele figura em 25.º lugar.

Nesta sexta, Bellucci não conseguiu repetir o bom tênis apresentado nas duas primeiras partidas que fez neste ano em Roland Garros. Impreciso no fundo de quadra, ele se tornou uma presa relativamente fácil para Gasquet nos dois primeiros sets. Ao total, o brasileiro cometeu 41 erros não-forçados (contra 29 do francês).

Para completar, Bellucci não conseguiu ser eficiente no saque, com o qual teve apenas 59% de aproveitamento com o seu primeiro serviço. O seu rival também não foi brilhante com o serviço na mão, mas contabilizou dez aces, contra três do seu adversário.

No terceiro set, o brasileiro melhorou o seu desempenho e pela primeira vez conseguiu liderar o placar. E, com uma quebra de serviço de vantagem, ganhou a parcial por 6/3. No set seguinte, porém, o brasileiro passou a reclamar das dores causas por bolhas no pé esquerdo e pediu atendimento médico. E, pressionado, teve o saque quebrado mais uma vez e, com o serviço na mão, Gasquet liquidou o jogo com novo 6/3.

CONFRONTOS DEFINIDOS - E, se Bellucci ficou pelo caminho, outros tenistas garantiram nesta sexta vagas nas oitavas de final, que já têm três confrontos definidos. Um deles irá reunir os suíços Roger Federer e Stanislas Wawrinka, 14.º cabeça de chave, que assegurou classificação ao bater o francês Jo-Wilfried Tsonga por 3 sets a 2, de virada, com parciais de 4/6, 6/7 (3/7), 7/6 (7/5), 6/2 e 6/3.

Já o francês Gael Monfils, nono cabeça de chave, confirmou o seu favoritismo diante do belga Steve Darcis ao vencer por 3 sets a 0, com 6/3, 6/4 e 7/5, e terá pela frente nas oitavas o espanhol David Ferrer, pré-classificado como sétimo maior favorito.

No outro embate já definido nas oitavas, o italiano Fabio Fognini irá medir forças com o espanhol Albert Montanes. O primeiro deles se classificou ao bater o espanhol Guillermo Garcia-Lopez por 3 sets a 1, com 4/6, 6/3, 6/3 e 6/1, enquanto o segundo avançou ao superar o russo Mikhail Youzhny por 6/1, 7/6 (7/0) e 6/1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.