Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Bellucci salva match point e empata duelo da Copa Davis

Canhoto de Tietê arranca virada incrível em partida contra Pablo Andújar com duração de mais de quatro horas

FELIPE ROSA MENDES E NATHALIA GARCIA, Estadão Conteúdo

12 Setembro 2014 | 22h29

Em um jogo quente no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, Thomaz Bellucci faturou uma virada incrível sobre Pablo Andújar, nesta sexta-feira, e empatou o duelo do Brasil com a Espanha pelos playoffs da Copa Davis. O brasileiro chegou a salvar um match point no terceiro set antes de iniciar a reação que culminou na vitória por 3 sets a 2 - com parciais de 3/6, 6/7 (6/8), 6/4, 7/5 e 6/3, em uma batalha de 4 horas e 2 minutos.

Com a heroica vitória, Bellucci empatou o confronto em 1 a 1 na série melhor-de-cinco jogos que vale vaga no Grupo Mundial, que reúne a elite do tênis. Mais cedo, o brasileiro Rogério Dutra Silva foi arrasado por Roberto Bautista Agut, melhor tenista da Espanha neste confronto, por 3 sets a 0. O desempate vai acontecer na partida de duplas entre Bruno Soares e Marcelo Melo contra Marc López e David Marrero, a partir das 14h30 deste sábado.

Depois do duelo morno entre Dutra Silva e Bautista Agut, Bellucci e Andújar fizeram um duelo quente no saibro do Ibirapuera, marcado por vaias da torcida, pressão sobre a arbitragem e até ameaça do juiz em punir a equipe brasileira com a perda de um ponto por causa das manifestações da arquibancada.

Mesmo escalado de última hora pela Espanha, em substituição a Marcel Granollers, Andújar não deixou a desejar. Atual número 44 do mundo, ele começou melhor a partida e abriu vantagem no set inicial ao faturar uma quebra no quinto game. Com bom aproveitamento no saque, o espanhol cometeu poucos erros e venceu a parcial.

Sem se abalar com o revés no início, Bellucci começou o segundo set quebrando o serviço do rival. Abriu 2/0 e parecia disposto a empatar o jogo. No entanto, hesitou em quadra e permitiu a virada. Com outra quebra, Andújar ficou em vantagem novamente e pressionou o brasileiro, que reagiu e empatou o duelo. Bellucci, então, chegou a ter três chances para quebrar o saque do espanhol e vencer o set. No entanto, desperdiçou as oportunidades e viu Andújar levar o set.

O terceiro set teve início semelhante ao do segundo. Bellucci saiu na frente e fez 2/0. Desta vez, ele não hesitou e caprichou do fundo da quadra. Calibrou 16 bolas vencedoras e levou o set, diminuindo a vantagem dos visitantes.

O brasileiro manteve o bom rendimento na quarta parcial, principalmente no saque. A partida ganhou em nível técnico e esquentou também na arquibancada. No quinto game, Bellucci quebrou o saque do espanhol, mas o juiz de cadeira mandou voltar o ponto por causa das manifestações da torcida no momento do saque de Andújar.

Irritada, a torcida brasileira passou a vaiar a arbitragem, interrompendo o jogo por cerca de dois minutos. Na sequência, Bellucci não conseguiu repetir a quebra, causando nova ira da torcida contra o juiz. Os pontos seguintes foram disputados sob novas vaias até que a arbitragem ameaçou punir o Brasil com a perda do ponto por causa das manifestações. Incomodados, os jogadores da equipe espanhola pressionaram o juiz, sem sucesso.

Com temperatura elevada dentro de quadra, o duelo seguiu equilibrado até que Bellucci vacilou no nono game e deixou Andújar crescer na partida. O brasileiro, contudo, reagiu rapidamente e salvou um match point. Em seguida, pressionou o saque do espanhol e faturou a quebra antes de vencer o game seguinte e empatar a partida.

Embalado, Bellucci começou o quinto set quebrando novamente o saque do adversário. Andújar conseguiu devolver a quebra, mas o brasileiro logo abriu vantagem mais uma vez, cada vez mais confiante em quadra. O triunfo acabou vindo no nono game, com nova quebra de saque.

Ao fim da maratona de mais de quatro horas de duração, Bellucci cravou 92 bolas vencedoras, contra 55 de Andújar. O brasileiro também superou o espanhol nos erros não forçados: 78 a 51.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.